Negócios

Páscoa amplia em até 15% as vendas dos pequenos negócios


O comércio de alimentos e bebidas foi identificado pelo Sebrae como um dos mais promissores para 2017


  Por Agência Sebrae 13 de Abril de 2017 às 20:40

  | Informações do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena empresa


A Páscoa é um período especial para os pequenos negócios, em especial para aqueles que produzem e comercializam ovos de chocolate, doces em geral. 

Nessa época do ano, a produção e as encomendas se intensificam, em média, entre 10% a 15%, desde 2014, segundo cálculos dos próprios empreendedores.

Na empresa Dulce Patagônia, de Brasília, a confecção de doces e tortas especiais para a Páscoa é considerada a maior, depois dos feriados de Natal e Ano Novo, afirma Cristóvam Chait, um dos sócios. 

Segundo ele, a Dulce costuma triplicar a produção nesse período. Cirstóvam começou como um microempreendedor individual (MEI) e, em 2013, formalizou o negócio.

“Costumamos preparar ovos de chocolate, brownies e alfajores temáticos e recheados. Normalmente, nossa equipe se reúne com antecedência para programar o que será produzido de especial”, diz.

No Pará, a situação não é diferente para a empreendedora Mariucha Morgado, dona da empresa de pequeno porte (EPP) Eti Mariquete, também especializada em doces. 

Mariucha conta que há alguns anos trabalha de modo diferenciado neste período, o que contribui para a organização financeira do negócio ao longo do ano. 

“Fazemos uma produção específica voltada para o tema e costumamos, com isso, registrar um diferencial bem significativo nas vendas”, afirma, revelando que registrou aumento de 10% das vendas durante a Semana Santa no ano passado, em relação à mesma época de 2015, e espera ampliar o faturamento ainda mais este ano.

Na Sweet By Sister, loja também localizada no Pará, a empresária Isabella Valle explicou que está ampliando a produção para este período. 

Isabella afirmou que a Páscoa é sempre especial para o negócio, pelo aumento de encomendas. “A expectativa sempre é grande e esperamos ampliar nossas vendas”, diz. 

Segundo consultores do Sebrae, apesar do forte desta época ser a venda de doces e chocolates, o feriado da Páscoa também é favorável para o incremento de outros negócios, como vinhos, pescados, azeites, ervas e brinquedos.

A pesquisa “os negócios promissores em 2017”, realizada pelo Sebrae, aponta os negócios que terão maior chance de sucesso no ano, como: comércio de alimentos e bebidas, representação comercial, preparação de alimentos, comida preparada, restaurantes populares, lanchonetes, produtos de panificação, laticínios, doces, balas e semelhantes, refeições rápidas e similares. 

IMAGEM: Agência Sebrae