Negócios

Nova York fecha o cerco ao Airbnb


Lei permite a aplicação de multas de até US$ 7.500 para pessoas que anunciarem aluguéis por um período igual ou inferior a 30 dias


  Por Estadão Conteúdo 22 de Outubro de 2016 às 10:18

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


O governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo, assinou a dcntrada em vigor de uma das mais duras medidas nos EUA contra os aluguéis de apartamento por prazos curtos, em um revés para o Airbnb.

O site vinha tentando recentemente satisfazer os congressistas em um de seus mercados mais importantes.

A lei permite a aplicação de multas de até US$ 7.500 para pessoas que anunciarem aluguéis por um período igual ou inferior a 30 dias, uma violação na cidade de Nova York desde 2010. A norma vale apenas para apartamentos em complexos residenciais.

O Airbnb respondeu à decisão afirmando que planeja apresentar uma queixa contra o Estado. 
"Nós continuaremos a lutar por uma solução política inteligente que funcione para as pessoas, não para os poderosos", afirmou em comunicado Josh Meltzer, diretor de política pública em Nova York para o Airbnb. 

"Nós estamos entrando com uma queixa em Nova York nesta tarde."

A companhia sediada em San Francisco, avaliada em US$ 30 bilhões, havia se posicionado contra a medida nesta semana e tentou contorná-la ao oferecer novas normas que iriam combater os violadores da legislação de Nova York e exigiriam um registro adicional em seu site. 

FOTO: Thinkstock