Negócios

Nível de atividade da indústria paulista sobe 0,2% em setembro


No acumulado de 12 meses finalizados em setembro, o indicardor ficou próximo à estabilidade, com recuo de 0,1%


  Por Estadão Conteúdo 31 de Outubro de 2017 às 11:52

  | Agência de notícias do Grupo Estado


O Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria paulista subiu 0,2% em setembro ante agosto, na séria com ajuste sazonal. A informação foi divulgada nesta terça-feira, 31/10, pela Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp).

Já para o terceiro trimestre do ano, foi apurado avanço de 2,1% em relação ao trimestre anterior.

Sem ajuste sazonal, o indicador registrou queda de 2,9% em setembro ante agosto, porém avançou 6,7% em relação ao verificado em setembro de 2016.

Já no acumulado de 12 meses finalizados em setembro, o INA ficou próximo à estabilidade, com recuo de 0,1%.

Em nota à imprensa, o diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon), Paulo Francini, avaliou que a indústria paulista tem se recuperado de forma lenta, porém persistente. "

Não é um mês de grandes surpresas, mas diante desse cenário elevamos a projeção do INA para o fechamento de 2017, saindo de uma alta de 2,5% para 3%", explicou Francini.

Três segmentos tiveram destaque no mês: o setor de máquinas e equipamentos, com alta de 0,7% na margem com ajuste sazonal; de produtos químicos, com expansão de 0,6%; e metalurgia básica, com alta de 3,6% na mesma base de comparação.

Em relação ao uso da capacidade instalada, o nível médio de utilização em setembro com ajuste sazonal ficou em 75,7%, o que representa ligeira alta em relação a agosto (75,4%). O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) em setembro de 2016 estava em 74,7% na medida com ajuste sazonal.

SENSOR

A pesquisa Sensor, que tenta antecipar o resultado do mês corrente, fechou em 51,7 pontos em outubro, na série ajustada sazonalmente, representando a nona elevação consecutiva.

Em setembro, havia atingido 51,1 pontos. A Fiesp/Ciesp aponta que leituras acima do patamar de 50 pontos indicam a expectativa de aumento da atividade industrial no mês.

Entre os indicadores que compõem o Sensor, o que avalia condições de mercado passou de 53,6 pontos em setembro para 55 pontos em outubro.

O indicador de emprego recuou para 52 pontos, com queda de 0,4 ponto porcentual ante o registrado no mês anterior. Pela metodologia da pesquisa, resultados acima dos 50,0 pontos indicam expectativa de admissões para o mês.

O indicador sobre as vendas avançou para 53 pontos, de 52 pontos na medição anterior. Já o indicador de estoques avançou para 48 pontos em outubro, ante 45,7 pontos em setembro.

FOTO: Thinkstock