Negócios

Mercado de veículos deve crescer 20% em 2018, estima GM


A montadora fez a previsão contando com a aprovação do Rota 2030, política industrial do setor que deveria ter entrado em vigor no início do ano, mas que ainda está em análise


  Por Estadão Conteúdo 20 de Fevereiro de 2018 às 17:44

  | Agência de notícias do Grupo Estado


A montadora norte-americana GM, que no Brasil produz os carros da marca Chevrolet, espera que o mercado brasileiro de veículos cresça em torno de 20% em 2018, afirmou nesta terça-feira (20/02) Carlos Zarlenga, presidente da empresa para a região do Mercosul.

"Começamos um novo ciclo de crescimento da indústria automotiva", destacou o executivo, em discurso durante evento que celebrou a expansão da fábrica de São Caetano do Sul, depois de investimento de R$ 1,2 bilhão.

Antes do discurso, em conversa com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que também participa do evento, Zarlenga disse que a expectativa para as vendas da própria GM é ainda melhor, com previsão de expansão de 25%. A GM é a líder de vendas no Brasil e o Onix, da Chevrolet, é o carro mais vendido no País.

O executivo também aproveitou a presença do ministro interino da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, para ressaltar a importância do Rota 2030, política industrial do setor automotivo que está sendo elaborada pelo governo para substituir o Inovar-Auto, que expirou em 31 de dezembro de 2017.

"Nos últimos cinco anos a eficiência energética no Brasil evoluiu mais do que nos últimos 20 anos e o principal motivo para isso foi o Inovar-Auto.

Por isso falamos da importância de continuar o trabalho com o Rota 2030. É fundamental ter essa ferramenta para continuar investindo e continuar crescendo", disse.

O Rota 2030 deveria ter entrado em vigor no dia 1 de janeiro de 2018, mas alguns itens relacionados à tributação ainda não foram definidos.