Negócios

Mais de 80% dos carrinhos gerados na Black Friday foram abandonados


Estudo realizado pela consultoria Atlas sobre a principal data do comércio eletrônico mostra o que influenciou esse comportamento


  Por Mariana Missiaggia 27 de Novembro de 2017 às 14:38

  | Repórter mserrain@dcomercio.com.br


Mais de 81,2% dos carrinhos gerados no e-commerce brasileiro foram abandonados durante a Black Friday 2017 – 3% a mais que o registrado em 2016.

A informação faz parte do estudo E-commerce Radar Black Friday 2017, realizado pela consultoria Atlas com base nos dados das vendas de mais de mil lojas online.

USABILIDADE 

A dificuldade para navegar em lojas virtuais é um dos principais motivos apontados pelos usuários que desistem de alguma compra.

Muitas vezes, o próprio processo de compra precisa ser revisto por ter etapas que estão sendo apresentadas de forma confusa. Em alguns casos, por exemplo, o botão para finalizar a compra não aparece da forma correta em smartphones.

Com o aumento da penetração de smartphones, a parcela de compras por dispositivos móveis cresceu de 23,2%, em 2016, para 32,5%, em 2017, de acordo com o estudo.

Formulário de cadastro muito extenso, solicitação de informações desnecessárias e algumas questões técnicas também podem deixar o site mais lento e acabar com a paciência do consumidor.

A navegabilidade do site também influencia na hora do compra. O estudo aponta que neste ano, o tempo médio de navegação dos consumidores durante a Black Friday foi de dois minutos e doze segundos - 8,3% menor que o tempo registrado no ano anterior.

FRETE

Para a maioria dos consumidores, o custo com frete contribui em peso para que um e-commerce tenha uma alta taxa de abandono de carrinho.

Quando o cliente coloca seu CEP e recebe um valor bem acima do esperado, ele naturalmente irá desistir da compra.

De acordo com o estudo, 36,2% dos pedidos captados na Black Friday tiveram frete grátis, o que representa um aumento de 3,3% em relação a 2016.

Outra constatação apontada pelo estudo é que o e-commerce brasileiro está cada vez mais dependente das buscas feitas pelo Google. Cerca de 48% das transações online ocorrem após uma busca na plataforma.

Já a taxa média de conversão durante a Black Friday aumentou de 2,4% para 2,7%, na comparação interanual. A média de conversão em períodos sem promoções é de 1,6%.

A região sudeste liderou os pedidos da data. No entanto, o volume gerado em 2017 (61,7%) é 1,3% menor do que o de 2016.

FOTO: Thinkstock