Negócios

Maioria soube, mas não comprou durante a Semana do Brasil


Apesar do conhecimento, 59% não comprou nenhum produto ou serviço durante a campanha e metade da população não tem certeza de que os preços realmente são atrativos, segundo o Ibope


  Por Redação DC 04 de Outubro de 2019 às 15:55

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


A promoção em lojas físicas e virtuais em todo o país promovida pela Semana do Brasil está presente na cabeça de metade da população brasileira.

Uma pesquisa online do IBOPE Inteligência mostra que 49% dos brasileiros já ouviram falar dessa campanha. Apesar do conhecimento, a maioria (59%) não comprou nenhum produto ou serviço durante essa campanha.

A campanha foi realizada entre os dias 6 e 15 de setembro para aquecer a indústria e o comércio em um período em que a economia é afetada pelo baixo desempenho desses setores. A iniciativa é conhecida, sobretudo, no Nordeste, onde 56% dos entrevistados afirmam já ter ouvido falar da campanha.

Pouco mais de 3/4 dos internautas brasileiros (76%) ficou sabendo da Semana do Brasil pela internet/redes sociais; 59% pela televisão, jornais e revistas; 31% em lojas online e 26% em lojas físicas. Os entrevistados podiam responder mais de uma opção.

Entretanto, a maioria (59%) não comprou nenhum produto ou serviço durante essa campanha. Além disso, metade da população (49%) não tem certeza de que os preços realmente são atrativos e não confiam muito em iniciativas como essa, ao passo que 42% acreditam que os preços realmente são atrativos e confiam nessas campanhas. Os demais (9%) têm certeza que os preços não são atrativos e não confiam nessas ações.

Apesar da campanha ter sido promovida pelo governo federal, metade dos internautas brasileiros acham que a inciativa foi dos lojistas, para estimular o consumo, e 32% dizem que foi da indústria. Os que apontam que a Semana do Brasil foi uma ação do governo federal somam 45%.

SOBRE A PESQUISA

A pesquisa foi realizada entre os dias 16 a 20 de setembro, com 2000 internautas do painel Conectaí com 16 anos ou mais, de todas as regiões do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.