Negócios

França ainda não ratificará acordo com Mercosul


Ministro francês do Meio Ambiente, François de Rugy (na foto), disse que o tratado só será "ratificado se o Brasil respeitar seus compromissos" ambientais


  Por Ansa 02 de Julho de 2019 às 09:38

  | Informações fornecidas pela Agência Italiana de Notícias


A França informou nesta terça-feira (2/07) que não está "preparada" para ratificar, neste momento, o acordo de livre-comércio assinado entre o Mercosul e a União Europeia (UE), o qual levou mais de 20 anos para ser negociado.

"No momento, a França não está pronta para ratificar o acordo entre União Europeia e Mercosul", disse a porta-voz do governo de Paris, Sibeth Ndiaye, em entrevista à rede BFM TV.

Segundo ela, a França quer analisar "os detalhes" do acordo e, após isso, "decidirá o que fazer". "Como no caso do acordo entre UE e Canadá, a França pretende pedir 'garantias' aos países do Mercosul", completou.

A França é um dos países europeus mais reticentes ao acordo com o Mercosul, pois teme efeitos negativos em seu setor agrícola com a entrada de produtos sul-americanos no mercado. Além disso, o ministro francês do Meio Ambiente, François de Rugy, disse hoje que o tratado só será "ratificado se o Brasil respeitar seus compromissos" ambientais.

"É preciso lembrara todos os países, entre eles o Brasil, de suas obrigações. Quando assinamos o Acordo Climático de Paris, colocamos em prática uma política que permite atingir objetivos de redução de emissão de gases de efeito estufa e de proteção da Floresta Amazônica", ressaltou.

No último fim de semana, o presidente Jair Bolsonaro tinha dito esperar que o Brasil fosse o primeiro país a aprovar o acordo de livre-comércio entre Mercosul e UE.

Para vigorar, o acordo precisa do aval dos Parlamentos de todos os países-membros dos blocos. O acordo foi anunciado na última sexta-feira, durante a cúpula do G20 em Osaka, no Japão.

FOTO: Reprodução/YouTube/RTL