Negócios

Empresas seguram investimentos em ano comprometido pela covid-19


Levantamento da Boa Vista mostra que apenas 24% dos empresários ouvidos estão dispostos a investir mais em 2020. No início do ano, eram 75%


  Por Redação DC 17 de Agosto de 2020 às 10:32

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


Em um ano perdido para a pandemia, o número de empresas que pretendem aumentar investimentos ainda em 2020 diminuiu consideravelmente.

Segundo levantamento da Boa Vista, no segundo trimestre, apenas 24%, das 600 empresas ouvidas, se mostraram dispostas a investir até o final do ano. No primeiro trimestre, eram 75%.

No segundo trimestre de 2019, as empresas que tinham intenção de investir eram 56%.

Dos 24% que projetam investimentos em 2020, a maior parcela (34%) pretende destinar recursos em melhorias tecnológicas, 32% querem empregar mais esforços para o desenvolvimento de produtos e 21% em pessoal.

FATURAMENTO

Assim como em relação ao investimento, a perspectiva para o faturamento é bem menos otimista do que no início do ano.

No segundo trimestre, 25% das empresas projetam crescimento do faturamento para o ano de 2020. No primeiro trimestre eram 83% do total.

Na comparação com o mesmo trimestre do ano passado, a queda é menor, mas também acentuada: de 38 pontos percentuais (eram 63%).

INADIMPLÊNCIA

15% dos cerca de 600 empresários ouvidos no segundo trimestre acreditam que a inadimplência deve diminuir em 2020. No trimestre anterior eram 50%, e no segundo trimestre de 2019, 36%.

Mais da metade (52%) acredita que a inadimplência vai aumentar ainda em 2020, enquanto 33% esperam uma estabilização.

ENDIVIDAMENTO

Quanto ao nível de endividamento, 44% acreditam em aumento, 33% em estabilização e 23% em diminuição.

No trimestre anterior esses números eram, respectivamente, 12%, 30%, 58%. Já no mesmo período de 2019, eram de 15%, 33% e 52%.

 

IMAGEM: Thinkstock





Publicidade





Publicidade





Publicidade