Negócios

Empresários estão mais otimistas com vendas para o Dia dos Pais


Segundo pesquisa da Boa Vista, o varejo acredita que a melhora da economia deve estimular uma demanda que estava reprimida com a pandemia


  Por Redação DC 03 de Agosto de 2021 às 11:53

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


Para 34% dos empresários brasileiros haverá aumento no volume de vendas no Dia dos Pais em relação às realizadas no ano anterior, segundo pesquisa realizada pela Boa Vista, empresa de inteligência analítica.

O otimismo é maior do que o verificado no ano passado, quando apenas 12% acreditavam ampliar as comercializações nesta data comemorativa.

A perspectiva positiva está baseada na percepção de que há uma demanda reprimida por compras físicas, o que, para 75% dos empresários entrevistados, irá gerar boas oportunidades de negócios.

A visão otimista se dá também na comparação com o desempenho das vendas verificado no Dia das Mães, comemorado em maio. Para 16% dos participantes, o volume de vendas no Dia dos Pais deve ser superior do que o daquele período.

“A melhora de alguns indicadores econômicos somada à evolução dos índices de vacinação são fatores que geram uma expectativa mais positiva para os empresários, principalmente dos setores de comércio, serviços e indústria, que foram os abordados na pesquisa”, afirma Flávio Calife, economista da Boa Vista.

GASTOS

Ainda segundo o levantamento realizado pela empresa, 22% dos empresários acreditam que os consumidores gastarão mais no Dia dos Pais de 2021, em relação ao ano passado, enquanto em 2020 este índice chegava a apenas 10%.

De acordo com os participantes da pesquisa, o ticket médio das compras deve ser de aproximadamente R$ 131,00. No mesmo período do ano passado, o ticket médio previsto era de R$ 123,00.

OS PRESENTES

Itens de vestuário são as opções de presente que mais devem ser compradas neste ano, segundo 37% dos entrevistados, enquanto em 2020 estes itens eram apontados por 39%.

Em segundo lugar aparecem os acessórios, como cintos e carteiras, indicados por 21% dos participantes, contra 16% no ano passado.

Já os aparelhos e itens de telefonia ocupam a terceira posição, mencionados por 12% dos empresários, ante 9% no ano anterior.

APOSTA NO ON-LINE

Pouco mais da metade (53%) dos empresários ouvidos pela Boa Vista pretendem investir em meios virtuais para aumentar as vendas. Este índice foi maior na pesquisa realizada pela empresa no mesmo período do ano passado, quando 64% dos participantes confirmaram investimentos em marketplaces digitais.

Tendo em vista as mudanças nos hábitos dos consumidores, 90% dos empresários declararam que continuarão investindo em marketplaces digitais mesmo após a pandemia.

O otimismo é ainda maior para as vendas de final de ano em comparação ao Dia dos Pais. Segundo o levantamento, 70% dos empresários participantes acreditam que o volume de vendas seja maior no 4º trimestre, nas festas de fim de ano, quando uma parcela maior da população estará vacinada.

METODOLOGIA

A pesquisa realizada pela Boa Vista foi feita por meio de entrevistas on-line, entre 08 e 30 de junho. Contou com a participação de aproximadamente 600 respondentes, representantes de empresas dos setores de serviços, comércio e indústria de todas as regiões do país.

A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos, e o grau de confiança é de 90%.






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade