Negócios

Empresário da indústria encerra 2018 mais otimista


O ICEI, indicador de confiança da CNI chegou a 63,8 pontos, o melhor desde 2010. Melhor avaliação das condições é o principal motivo, segundo a entidade


  Por Estadão Conteúdo 17 de Dezembro de 2018 às 15:27

  | Agência de notícias do Grupo Estado


O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) registrou aumento de 0,6 ponto em dezembro, na comparação com novembro, atingindo 63,8 pontos, o maior valor desde junho de 2010.

Assim, o índice está 5,5 pontos acima do registrado em dezembro do ano passado e 9,6 pontos acima da média histórica, segundo a pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 17, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

LEIA MAIS: Cresce número de empresas que pretendem investir mais

Os indicadores da pesquisa variam de zero a cem pontos, sendo que, quando estão acima de 50 pontos, mostram que os empresários estão otimistas.

"A elevação ocorre após o grande aumento de confiança em novembro. O resultado mostra que os empresários terminam o ano confiantes, com expectativas positivas e percepção de melhora das condições dos negócios. Esperamos que as expectativas otimistas se confirmem, promovendo um maior aumento da atividade e do investimento", afirma o economista da CNI Marcelo Azevedo, em nota divulgada pela entidade.

Esse aumento da confiança deve-se principalmente pela melhor avaliação das condições de negócios. A pesquisa revelou que tanto o índice relativo à economia brasileira quando o relativo à empresa aumentaram.

PORTE 

O levantamento mostra que a confiança é maior nas grandes empresas, segmento em que o ICEI ficou em 64,1 pontos em dezembro. Nas pequenas empresas, o índice foi de 63,1 pontos e, nas médias, de 63,8 pontos. A pesquisa revela ainda que a confiança subiu em todas as regiões do País.

Em comparação com dezembro de 2017, os maiores aumentos foram verificados nas regiões Sul e Sudeste. A pesquisa foi feita entre os dias 3 e 12 de dezembro, com 2.500 indústrias.

FOTO: Arquivo Agência Brasil