Negócios

Em leilão sem disputa, Cosan compra distribuidora de gás do RS


Foi oferecido o lance mínimo de R$ 927,79 milhões. A Cosan adquire uma empresa com 64,6 mil clientes e presença em 42 municípios do Rio Grande do Sul


  Por Estadão Conteúdo 22 de Outubro de 2021 às 12:30

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


Em leilão sem concorrência, a Compass, subsidiária do Grupo Cosan, comprou a participação de 51% do governo do Rio Grande do Sul na Sulgás, pelo lance mínimo de R$ 927,79 milhões.

A Compass era considerada a principal interessada na companhia que atua na distribuição de gás canalizado do Rio Grande do Sul, uma vez que acertou com a Petrobras a compra da Gaspetro por R$ 2,03 bilhões. A empresa detém 49% das ações da concessionária gaúcha.

Como a conclusão do negócio tem enfrentado dificuldades no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o apetite do Grupo Cosan neste leilão era considerado uma incógnita. No mercado, especulava-se que a Ultrapar e a New Fortress também teriam interesse em disputar a Sulgás no leilão. As duas, além da Compass, também são consideradas potenciais compradoras para a ES Gás, que será privatizada no início de 2022.

Com a aquisição, a Compass passa a administrar uma empresa com 64,643 mil clientes, e presença em 42 municípios do Rio Grande do Sul, por meio de uma malha de 1,324 mil quilômetros. Das cidades atendidas, 27 recebem gás por meio da rede canalizada, enquanto outras 15 são atendidas com Gás Natural Comprimido (GNC).

Em 2020, a empresa distribuiu 1,983 metros cúbicos por dia (m³/d) de gás. A Sulgás recebe insumo da Bolívia, do pré-sal e Gás Natural Liquefeito (GNL) de várias localidades. Além disso, por uma questão de proximidade geográfica, tem a possibilidade de negociar gás da Argentina.






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade