Negócios

Confiança do setor de Serviços cai 1,7 ponto em março


Houve piora na confiança em sete das 13 principais atividades pesquisadas, de acordo com levantamento da FGV


  Por Estadão Conteúdo 28 de Março de 2018 às 09:00

  | Agência de notícias do Grupo Estado


O Índice de Confiança de Serviços (ICS) recuou 1,7 ponto na passagem de fevereiro para março, para 91,4 pontos, na série com ajuste sazonal, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira (28/03). A perda ocorre depois de o índice acumular um avanço de 10,4 pontos nos oito meses anteriores.

"A redução da confiança dos serviços em março sugere um movimento de acomodação, compatível com a lenta recuperação do nível de atividade que vem marcando este setor. A calibragem nas expectativas foi o principal determinante do recuo do indicador de confiança em março, e pode estar relacionada às incertezas que marcam o ano eleitoral", avalia Silvio Sales, consultor do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV), em nota oficial.

Houve piora na confiança em sete das 13 principais atividades pesquisadas. O Índice da Situação Atual (ISA-S) diminuiu 0,6 ponto em março, sendo negativamente influenciado pelo item que mede o volume de demanda atual, com queda de 2,7 pontos. Já o Índice de Expectativas (IE-S) recuou 2,8 pontos, pressionado pelo componente de Demanda Prevista, com perda de 4,4 pontos no mês.

"É importante destacar que o indicador do ímpeto de emprego também foi afetado pela calibragem nas expectativas empresariais em março", ressaltou Sales.

Ele pondera, porém, que a queda do índice de expectativas entre fevereiro e março foi determinada por uma migração do porcentual de respostas de empresários antes otimistas em direção à neutralidade.

"Isso mostra que, mesmo com a queda de março, os indicadores seguem numa tendência de recuperação, não havendo evidências de piora, mas sim uma primeira sinalização de otimismo moderado em relação à perspectiva de continuidade da atual fase de recuperação da atividade", informou a nota da FGV.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor de Serviços avançou 0,6 ponto porcentual em março ante fevereiro, para 82,8%.

A coleta de dados para a edição de março da Sondagem de Serviços foi realizada entre os dias 1º e 23 deste mês.

IMAGEM: Thinkstock