Negócios

Confiança do comércio recua ao patamar de novembro de 2017


Queda no indicador da FGV sinaliza que o setor já percebe uma desaceleração no ritmo de crescimento das vendas


  Por Estadão Conteúdo 24 de Maio de 2018 às 10:40

  | Agência de notícias do Grupo Estado


O Índice de Confiança do Comércio (Icom) caiu 4,1 pontos na passagem de abril para maio, para 92,6 pontos, informou nesta quinta-feira (24/05), a Fundação Getulio Vargas (FGV). Com a queda de maio, o Icom voltou para o nível verificado em novembro do ano passado.

Em médias móveis trimestrais, o indicador recuou 1,0 ponto, depois de oito altas seguidas, informou a FGV. Em relação a maio de 2017, o Icom está 4,6 pontos maior.

"Depois de iniciar o ano com altas consistentes, a queda da confiança do comércio em maio sinaliza que o setor já percebe uma desaceleração no ritmo de crescimento das vendas. Chama atenção, por exemplo, o fato de que pela primeira vez no ano a confiança do resiliente segmento de duráveis também recuou no mês. A queda da percepção atual sugere que a recuperação das vendas deve continuar de forma gradual e sujeita a tropeços ao longo do ano", diz Rodolpho Tobler, pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV) e coordenador da Sondagem do Comércio.

Em maio, 11 dos 13 segmentos pesquisados recuaram. O Índice de Situação Atual (ISA-COM) caiu 4,7 pontos, registrando 89,4, menor nível desde janeiro passado (88,0 pontos). Já o Índice de Expectativas (IE-COM), caiu 3,2 pontos para 96,2 pontos, menor valor desde setembro de 2017 (95,6 pontos).

IMAGEM: Thinkstock