Negócios

Confiança do comércio recua 3 pontos em junho


O ritmo lento da economia, o tímido avanço do mercado de trabalho e a greve dos caminhoneiros de maio influenciaram a percepção de piora da situação atual, segundo a FGV


  Por Estadão Conteúdo 27 de Junho de 2018 às 08:32

  | Agência de notícias do Grupo Estado


O Índice de Confiança do Comércio (Icom) caiu três pontos na passagem de maio para junho, atingindo 89,6 pontos, informou na manhã desta quarta-feira (27/6), a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em médias móveis trimestrais, o indicador recuou 2,4 pontos.

"A queda da confiança em junho mostra que a recuperação que o setor vinha apresentando até o início de 2018 começou a perder fôlego no segundo trimestre", diz Rodolpho Tobler, coordenador da Sondagem do Comércio no Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV), em nota oficial.

"O ritmo lento da economia, o tímido avanço do mercado de trabalho e a greve dos caminhoneiros de maio influenciaram para piora da percepção com situação atual e, principalmente das expectativas, mostrando que os empresários ainda estão cautelosos em relação aos próximos meses".

Houve redução na confiança em oito dos 13 segmentos pesquisados. O Índice de Situação Atual (ISA-COM) caiu 2,2 pontos, para 87,2 pontos. Já o Índice de Expectativas (IE-COM) recuou 3,8 pontos, para 92,4 pontos.

A coleta de dados para a edição de junho da Sondagem do Comércio foi realizada pela FGV entre os dias 4 e 25 do mês e obteve informações de 1,1 mil empresas.

FOTO: Thinkstock