Negócios

Comércio cresceu 4,1% nos últimos 12 meses


No entanto, na comparação com agosto do ano anterior, setor encolheu 1,8%, de acordo com Boa Vista SCPC


  Por Redação DC 19 de Setembro de 2018 às 15:38

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O Indicador do Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no comércio em todo o Brasil, avançou 4,1% no acumulado em 12 meses (setembro de 2017 até agosto de 2018 frente ao mesmo período do ano anterior), segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista SCPC.

Em agosto, na avaliação mensal dessazonalizada, o indicador ficou estável. Já na avaliação contra agosto do ano anterior o varejo encolheu 1,8%.

O desempenho recente do indicador mostra uma diminuição do ritmo de recuperação do varejo, principalmente após a greve dos caminhoneiros.

Fatores como alto nível de desocupação e lenta melhora da atividade tem contribuído para diminuição do consumo em um momento de aumento da incerteza e queda da confiança.

Com poucos sinais de melhora no cenário econômico, espera-se que o varejo siga em marcha lenta até o final do ano.

SETORES

Na análise mensal, dentre os principais setores, o setor de “Móveis e Eletrodomésticos” apresentou alta de 0,3% em agosto, descontados os efeitos sazonais. Nos dados sem ajuste sazonal, a variação acumulada em 12 meses foi de 5,0%.

A categoria de “Tecidos, Vestuários e Calçados” cresceu 2,1% no mês, expurgados os efeitos sazonais. Na comparação da série sazonal, nos dados acumulados em 12 meses houve avanço de 0,1%.

A atividade do setor de “Supermercados, Alimentos e Bebidas” registrou queda de 0,2% na série dessazonalizada. Na série sem ajuste, a variação acumulada subiu 3,9%.

Por fim, o segmento de “Combustíveis e Lubrificantes” subiu 0,3% em agosto considerando dados dessazonalizados, enquanto na série sem ajuste, a variação acumulada em 12 meses recuou 0,5%.
Abaixo a tabela contemplando os valores mencionados.

IMAGEM: Thinkstock