Negócios

Classe C e moradores do interior elevam índice de confiança


Pesquisa ACSP/Ipsos aponta crescimento de oito pontos no Índice Nacional de Confiança (INC) em novembro


  Por Redação DC 27 de Novembro de 2018 às 05:06

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O Índice Nacional de Confiança (INC) da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) registrou 90 pontos em novembro, aumento de oito pontos em relação a outubro (82) e de 18 frente a novembro do ano passado (72). É também o maior patamar desde junho de 2015, quando o levantamento registrou exatos 100 pontos.

“O crescimento já era esperado, pois tradicionalmente a confiança se eleva no período pós-eleitoral", afirma Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). "O que chama atenção é que ela já está bem próxima da neutralidade (100 pontos), quase no campo otimista, especialmente nas cidades do interior e na classe C.”

O INC varia entre zero e 200 pontos; o intervalo de zero a 100 é o campo do pessimismo e, de 100 a 200, o do otimismo. A margem de erro é de três pontos percentuais. A pesquisa foi realizada entre os dias 3 e 14 de novembro pelo Instituto Ipsos.

A classe C registrou confiança acima da média nacional, com 94 pontos, estimulada pela melhora nos indicadores de juros e crédito. Já a classe DE anotou 87 ante 81 na AB. Em todos os casos, houve significativa melhora em relação ao mês anterior.

Nas áreas geográficas, o grupo de municípios do interior apresentou o maior patamar de toda a pesquisa, com confiança de 96 pontos, beneficiado pelo agronegócio.

Nas capitais o índice ficou em 89 e, nas regiões metropolitanas, em 68. Assim como nas classes sociais, houve grande salto em relação aos números de outubro.

No Sul, foi registrada a maior diferença: a confiança subiu de 74 para 91 na passagem de outubro para novembro. No grupo Norte/Centro-Oeste, houve um pulo de 79 para 92 pontos. No Sudeste, de 82 para 91. Por fim, o Nordeste foi a única região que não apresentou variação ? o indicador permaneceu em 89 pontos.

Metodologia

O INC é elaborado pelo Instituto Ipsos a partir de 1.200 entrevistas pessoais e domiciliares, realizadas mensalmente em 72 municípios no Brasil inteiro, com amostra probabilística, com cota no último estágio de seleção e margem de erro de três pontos percentuais, representativa da população brasileira de áreas urbanas de acordo com dados oficiais do IBGE (Censo 2010 e PNAD 2014).

CLIQUE PARA LER NA ÍNTEGRA O ÍNDICE NACIONAL DE CONFIANÇA EM NOVEMBRO