Negócios

Carnaval paulistano deve movimentar R$ 906 milhões


Estimativa é da FecomercioSP


  Por Redação DC 07 de Fevereiro de 2020 às 15:20

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


Após movimentar cerca de R$ 720 milhões em 2019, a FecomercioSP estima que o Carnaval da cidade de São Paulo registre R$ 906 milhões em 2020 no comércio e nos serviços, como bares, hospedagem, farmácias, fantasias e ambulantes – que vendem desde bebidas e comidas até acessórios.

Quanto ao comércio varejista, a projeção da Federação é de alta de 5% para as vendas em fevereiro. Segmentos que serão diretamente impactados pelo consumo nesses dias, como supermercados e vestuário, tendem a apresentar elevações de 2,5% e 6%, respectivamente. Isso porque os foliões estão mais dispostos a gastar frente a um quadro econômico favorável, com mercado de trabalho aquecido e mais disponibilidade de crédito.

LEIA MAIS:Tributação no Carnaval é samba atravessado

Contudo, levantamento da FecomercioSP com base no IPCA de 15 de janeiro, mostra que a média de preços estará 2,58% acima da inflação do que há um ano. O item que puxou o aumento foi a carne, do qual o preço subiu 27% nos últimos meses. O etanol também registrou alta (8,18%), assim como lanches (4,17%).

Por outro lado, os valores de refrigerantes e águas caíram 5,88%, e da cerveja, 4,11%. Por isso, os foliões que quiserem manter a mesma média de gastos terão de abrir mão do tradicional churrasco, por exemplo.

Para a presidente do Conselho de Turismo da FecomercioSP, Mariana Aldrigui, “o número recorde de blocos deve levar a cidade ao topo da lista do maior Carnaval de rua do Brasil. É uma conquista importante para a cidade, pois está sendo consolidada como destino de Carnaval o que São Paulo sempre foi essencialmente ‘exportador’ de turistas. E, com eles, vêm recursos para comércio e serviços, dando um ritmo mais forte à economia num período considerado mais fraco no município”.

FOTO: Wladimir Miranda