Negócios

Burger King estrutura nova loja a partir de dicas de clientes


Nova loja da rede de fast-food, na Praça Panamericana, em São Paulo, foi desenvolvida por meio de pesquisas realizadas com moradores da região. Fachada de vidro, espaço pet e bicicletário são algumas das demandas levantadas


  Por Redação DC 17 de Dezembro de 2020 às 11:20

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


A abertura de uma nova loja do Burger King, na Praça Panamericana, em São Paulo, motivou a rede de fast-food a ouvir os moradores e frequentadores da própria região sobre suas reais necessidades na hora de visitar uma unidade da marca.

Desse material surgiu a nova loja inaugurada há pouco mais de uma semana. O ponto tem uma fachada de vidro com terraços, espaço pet e foco nos consumidores que utilizam a praça para lazer com seus animais de estimação.

Também há totens de autoatendimento, grelha de frente para o público e um estacionamento – que contará com bicicletários, por conta do alto número de ciclistas na praça.

A sustentabilidade foi outro ponto destacado pelos clientes. Por isso, a nova loja capta toda a água de chuva para ser reaproveitada nas descargas dos banheiros, assim como a água de condensação do frigorífico. As medidas devem gerar cerca de 10% a 15% de economia, segundo o Burger King.

Trata-se da primeira loja a seguir esse formato. Para dar vida a nova estrutura, o Burger King ouviu mais de 300 pessoas que moram ou frequentam assiduamente a região durante mais de um ano. Com base nisso, uma consultoria especializada chegou ao perfil de seis tipos de consumidores.

O restaurante também terá uma área exclusiva para que os motoboys parem suas motos e retirem os pedidos em segurança.

Utilizando tecnologia de ponta, a loja possui um sistema de controle de todos os equipamentos interligados com a matriz. Por esse sistema é possível monitorar o ar-condicionado remotamente avaliando as melhores condições diárias do clima interno do ambiente.

O projeto, que começou antes do início da pandemia do novo coronavírus no Brasil, não foi interrompido, mas sofreu alguns atrasos. Funcionando de segunda a domingo, das 10h às 4h, a unidade irá operar de acordo com as diretrizes do Plano São Paulo.






Publicidade






Publicidade









Publicidade