Negócios

Brasil e México firmam acordo etílico


Toda cachaça vendida no México terá de ser brasileira. Toda tequila vendida no Brasil, mexicana


  Por Agência Brasil 23 de Fevereiro de 2016 às 20:05

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


O Brasil e o México concluíram acordo que garante proteção recíproca da cachaça e da tequila nos mercados dos dois países.

As negociações, iniciadas em maio de 2015, durante viagem da presidenta Dilma Rousseff ao México, foram finalizadas em visita esta semana ao país dos ministros do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, e das Relações Exteriores, Mauro Vieira.

Na prática, o acordo garante que toda bebida vendida no Brasil com o nome de tequila será de fabricação mexicana, assim como toda cachaça vendida no mercado mexicano deverá ter sido fabricada no Brasil.

Um grupo de trabalho foi criado. Segundo a Secretaria de Economia do México, o grupo deve tratar sobre questões como a presença de produtos que utilizem as denominações cachaça e tequila de maneira equivocada nos dois países. Ainda de acordo com o governo mexicano, o acordo entrará em vigor “conforme os procedimentos legais previstos nos dois países”.

Segundo a Secretaria de Economia do México, no ano passado o país exportou US$ 8 milhões em tequila ao Brasil. Já o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior informou que, em 2015, o Brasil exportou 40 mil litros de cachaça para o México, o que representou US$ 65,5 mil em vendas.

IMAGEM: Thinkstock