Negócios

ACSP projeta queda de 9% em vendas do Dia dos Pais


Data disputa com o Dia das Crianças o quarto lugar entre as comemorações mais importantes para o comércio paulistano


  Por Redação DC 04 de Agosto de 2016 às 11:07

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


A estimativa da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) para as vendas de Dia dos Pais neste ano é de retração de 9% em relação ao ano passado, na capital paulista.

“Nesta data, já não se espera um volume tão alto de vendas”, diz o presidente da ACSP, Alencar Burti. O motivo é que a ocasião disputa com o Dia das Crianças o quarto lugar entre as comemorações mais importantes para o comércio.

Tradicionalmente, as primeiras são Natal, Dia das Mães e Dia dos Namorados, em ordem decrescente.

Segundo Burti, dois fatores podem atenuar a queda, especialmente das vendas à vista: se o comércio fizer boas liquidações de roupas e calçados e se houver nova onda de frio nos próximos dias.

Segundo o mais recente Balanço de Vendas da ACSP, as comercializações à vista tiveram forte queda (-14%) em julho sobre o mesmo período de 2015. Já as vendas a prazo recuaram 5,4%, resultando numa retração média de 9,7%.

LEIA MAIS: Data pode movimentar R$ 5,6 bilhões no mercado brasileiro