Negócios

5 marcas que souberam aproveitar a Copa para vender mais


Bebidas, eletrônicos, cosméticos e comidas pegaram carona no evento esportivo como estratégia de marketing


  Por Mariana Missiaggia 29 de Junho de 2018 às 18:50

  | Repórter mserrain@dcomercio.com.br


Mesmo para quem não é um grande fã de futebol, é preciso admitir que a Copa do Mundo é um evento que mobiliza o país todo num clima festivo. Para o comércio, os jogos se tornam um motivo para vender mais.

Muitas lojas se enfeitam de verde e amarelo, servem pipoca, oferecem descontos para quem acertar o placar e até recebem os clientes com muito mimo para assistir ao Mundial.

Há quatro anos, recebemos o evento no Brasil e muitas marcas aproveitaram o momento para alavancar seu marketing – muitas campanhas mostraram esse engajamento.

O exemplo mais simbólico da edição passada é o da Lote 42, pequena editora de livros de São Paulo. A empresa prometeu dar 10% de desconto para cada gol que a seleção brasileira sofresse no jogo contra a Alemanha. No final da partida, vendeu seus livros com 70% de desconto. Mais de uma centena de exemplares foram vendidos em menos de 15 minutos.

Apesar de prejuízos com alguns títulos, a editora informou na época que o investimento valeu a pena como uma ação de marketing.

Neste ano, apesar de o clima de euforia com a Copa do Mundo ser menos festivo do que nas últimas edições, há uma boa expectativa com o resultado da seleção. Algumas empresas voltaram a aproveitar a comemoração, que vai até o dia 15 de julho.

GARRAFA VIRA VUVUZELA

CATUABA VIRA VUVUZELA

A popular marca de bebidas alcoólicas Catuaba Selvagem entrou de cabeça no Mundial. As garrafas da marca podem ser transformadas em vuvuzelas – uma espécie de corneta que se tornou sucesso durante a Copa de 2010, realizada na África do Sul.

Para transformar a embalagem basta esvaziá-la e cortar o fundo da garrafa. O bico dosador funciona como apito.

A marca espera vender cerca de 200 mil garrafas em 105 pontos de venda diferentes espalhados pelo Brasil. O tradicional rótulo da bebida também foi modificado, com os personagens vestidos como torcida e uma bola de futebol ao lado.

REXONA COM AS CORES DA BANDEIRA

REXONA PARA TORCEDORES FANÁTICOS

A Rexona também entrou entra no ritmo e renovou as embalagens de seus produtos. Para apresentar o novo Rexona Torcedor Fanático, nova versão do desodorante, as embalagens foram estilizadas nas cores de alguns países.

A novidade foi apresentada no comercial chamado de “Máxima proteção pra quem vive o futebol”. Nele, algumas pessoas realizam embaixadinhas e acrobacias utilizando a embalagem do produto, em vez da bola. O vídeo foi criado pela MullenLowe Brasil.

Já outro comercial intitulado “Torcedor fanático” explora como ideia principal a paixão pelo futebol e a desilusão do brasileiro com a derrota de 2014, quando a seleção foi vencida pela Alemanha.

CAFÉ PELÉ

O Café Pelé usou a rivalidade Brasil x Argentina no futebol e os eternos Pelé e Maradona para fazer uma ação divertida em plena Buenos Aires, capital argentina.

A marca realizou um teste cego em que os participantes provaram o Café Pelé, sem imaginar o nome do produto que estavam consumindo. No vídeo, os argentinos são só elogios ao café, usando, inclusive, adjetivos como espetacular, incrível, incomparável e esplêndido.

No final, no entanto, a verdade é revelada. Alguns argentinos brincam, xingam e fazem cara feia, mas permanecem com a opinião anterior. A marca, então, aproveita para falar que Pelé é o melhor e que até os argentinos são capazes de reconhecer isso.

MCDONALD´S 

Todo ano é a mesma coisa, mas esse ano o McDonald’s tentou fazer um pouco diferente. A propaganda principal da rede mostra cozinheiros de várias nacionalidades preparando e apresentando sanduíches com os ingredientes típicos da sua cultura.

CAMPANHA DO MC DONALD´S TRAZ CHEFS INTERNACIONAIS

Em cada dia da semana o consumidor pode comprar um dos sanduíches e experimentar as receitas de cada país. Porém, o McBrasil é apresentado pelo jogador Neymar Júnior. A propaganda mostra várias cenas misturando a paixão do brasileiro com o consumo do produto.

TV DO 7X1

Com o mote da campanha publicitária: "Você vai ter coragem de ver o Brasil [na Copa 2018] com a mesma TV do 7x1?", o Magazine Luiza está aceitando televisores antigos como entrada na compra de um novo. 

A brincadeira é que as TVs que viram o 7x1 da Alemanha sobre o Brasil, na Copa de 2014, estão zicadas e, portanto, os torcedores precisam de uma nova.

De acordo com a Magazine Luiza, qualquer marca e modelo de televisor serão aceitos, mesmo aqueles mais antigos, de tubo. As condições são que o aparelho esteja funcionando, com a tela íntegra, com cabo de energia e controle remoto. Os descontos vão de R$ 50 a R$ 1,5 mil, dependendo da idade, tamanho e tecnologia da TV dada como entrada.

O cálculo do valor será feito por um software da Trocafone, empresa que já é parceira do Magazine Luiza em ações do mesmo tipo, mas voltadas para a troca de celulares e tablets. Os aparelhos entregues passarão a pertencer à Trocafone e poderão ser revendidos, desmontados para o uso de peças ou descartados.

FOTO: Thinkstock