Leis e Tributos

Ritmo da arrecadação cresce, mostra Impostômetro


R$ 800 bilhões terão saído do bolso dos contribuintes e entrado nos cofres públicos até a tarde desta quarta-feira, 10/05


  Por Redação DC 09 de Maio de 2017 às 16:56

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) chega à marca de R$ 800 bilhões nesta quarta-feira, 10/05, às 14h30. O valor representa o total de impostos, taxas e contribuições pagas pela população brasileira do início do ano até então. 

Em 2016, esse mesmo montante foi arrecadado somente em 24 de maio, ou seja, 14 dias mais tarde. Para Alencar Burti, presidente da ACSP, o aumento do ritmo da arrecadação pode sinalizar que a recessão está ficando para trás.

“Vê-se claramente que o governo está arrecadando mais, pelo menos nominalmente, sem descontar a inflação. O ritmo do dinheiro que entra nos cofres públicos está cada vez mais acelerado, e isso é um bom sinal, mas o Banco Central precisa continuar derrubando os juros de forma agressiva para trazer de volta o crescimento”, diz Burti, que também está à frente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

No portal do Impostômetro é possível visualizar os valores arrecadados em todos os estados e municípios, e também por período e categoria (produção, circulação, renda, propriedade). 

O painel foi implantado em 2005 pela ACSP para conscientizar o cidadão sobre a alta carga tributária e incentivá-lo a cobrar os governos por serviços públicos de qualidade. Está localizado na sede da ACSP, na Rua Boa Vista, centro da capital paulista.