Leis e Tributos

Ritmo da arrecadação aumenta, mostra Impostômetro


O painel, instalado na Associação Comercial de São Paulo, atinge R$ 1,7 trilhão nesta quarta-feira, 18/10


  Por Redação DC 17 de Outubro de 2017 às 15:02

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) bate a marca de R$ 1,7 trilhão na quarta-feira (18/10), às 8 horas. Em 2016, esse mesmo montante foi alcançado 24 dias mais tarde, o que mostra um aumento considerável na arrecadação.

O valor registrado pelo painel equivale ao total de tributos pagos pelos brasileiros à União, estados e municípios do início do ano até então.

“A cifra de R$ 1,7 trilhão chega influenciada pelo aumento da inflação e pelos setores que pagam mais impostos, como a indústria, com destaque para o arranque do ramo automobilístico”, diz Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

“Nossa estimativa é que o Impostômetro encerre o ano registrando cerca de R$ 2,172 trilhões, valor superior às arrecadações dos últimos anos”, afirma Burti.

Para ele, “neste ano, a carga tributária pesou muito no bolso do consumidor; no entanto, a população não teve ganho real com isso.”

O presidente-executivo do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), João Eloi Olenike, diz que a contagem e a exposição dos números apresentados pelo painel incentivam a formação de um senso crítico em relação ao excesso de tributos pagos pela população, que tem o direito de cobrar o retorno destes valores e vê-los destinados a serviços públicos de qualidade, na mesma proporção que os tributos são arrecadados.

 

IMAGEM: Paulo Pampolin/Hype