Leis e Tributos

Receita confisca 96 mil pares de tênis em São Paulo


Operação batizada de Pseudópodes (falsos pés) apreendeu oito caminhões com carga estimada no valor de R$ 7,7 milhões na região do Brás


  Por Estadão Conteúdo 08 de Agosto de 2017 às 14:55

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


A Receita Federal em São Paulo informou nesta terça-feira (08/08) que deflagrou a segunda fase da Operação Pseudópodes (falsos pés) e estima uma apreensão de oito caminhões contendo 96 mil pares de tênis falsificados com valor em torno de R$ 7,7 milhões.

Pseudópodes II mobilizou dez servidores do Fisco, entre auditores-fiscais e analistas tributários, e ainda agentes da Guarda Civil Metropolitana.

A batida teve como alvo principal a região do Brás, zona de comércio popular da capital paulista. A missão deve seguir até quarta-feira (09/08) e fiscaliza nove estabelecimentos atacadistas e varejistas. 

Sete pessoas foram conduzidas para a Polícia Federal, para instauração de procedimento criminal. 

As lojas serão lacradas pela Prefeitura, informou a Assessoria de Comunicação Institucional da Receita Federal em São Paulo.

"A Operação Pseudópodes II busca combater o contrabando, o descaminho e o comércio de calçados contrafeitos de diversas marcas", informou a Receita.

LEIA MAIS: "São Paulo se tornou o centro de distribuição do comércio ilegal"

O nome da operação faz referência à Operação Pseudópodes deflagrada em abril deste ano, também na região do Brás. Naquela operação, foram apreendidos cerca de 150 mil pares de calçados, avaliados em aproximadamente R$ 8,5 milhões.

O termo pseudópodes, que dá nome à operação, vem do grego e significa 'falsos pés'.

IMAGEM: Thinkstock