Leis e Tributos

Rachid critica excesso de programas de refinanciamento


Segundo o secretário da Receita Federal, os estímulos a novos programas fazem com que os contribuintes abandonem os antigos, prejudicando a arrecadação


  Por Estadão Conteúdo 07 de Julho de 2017 às 17:51

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


Após participar de cerimônia em São Paulo com o governador Geraldo Alckmin, o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, afirmou nesta sexta-feira, 7/07, que o estímulo a programas de refinanciamento de dívidas tributárias é preocupante e pode prejudicar a arrecadação".

Para ele, as alterações que são feitas pelo Congresso em programas dessa natureza acabam reduzindo a receita. 
"No primeiro programa de 2017, arrecadamos algo em torno de R$ 2 bilhões, mas a expectativa era de R$ 8 bilhões, porque os contribuintes pararam devido ao debate no Congresso", disse.

Rachid espera que o segundo programa, que tem sido chamado de Novo Refis, seja mantido, "para que os contribuintes tenham a oportunidade de se regularizar". 
"Não é justo ter concorrência desleal", lamentou o secretário, ao comparar os brasileiros que pagam seus impostos em dia com quem sonega.

IMAGEM: Agência Brasil