Leis e Tributos

Impostômetro vai bater R$ 1,9 tri nesta terça


Painel da Associação Comercial de São Paulo atinge esse montante com antecedência de 27 dias em relação ao ano passado


  Por Redação DC 22 de Outubro de 2018 às 17:20

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


Tema central em debates e planos de governo nas eleições de 2018, o bolo tributário cresce ano após ano, segundo o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Com uma antecedência de 27 dias em relação ao ano passado, o painel baterá R$ 1,9 trilhão nesta terça-feira (23/10), às 7h30. O valor abrange todos os impostos, taxas, contribuições e multas pagas pelos brasileiros para os governos municipal, estadual e federal neste ano.

“A arrecadação tem crescido, revelando que o problema não está do lado da receita, mas sim das despesas, que avançam em ritmo ainda mais veloz. O que devemos avaliar é se as estratégias pensadas pelos candidatos freiam o avanço da dívida pública, sem, no entanto, elevar a carga tributária, que em nosso País já tem um peso enorme no bolso do consumidor. Assim, o próximo governo precisa adotar medidas fiscais severas e indispensáveis quanto aos gastos públicos”, afirma Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Segundo explica, o aumento da carga tributária na passagem de 2017 para 2018 resulta da alta da inflação e do maior aumento de preços de itens com tributação elevada, como combustíveis e energia elétrica, além do reaquecimento da atividade econômica.

PREVISÃO

A estimativa da ACSP é de que no dia 31/12/2018 o Impostômetro chegue a R$ 2,388 trilhões. No ano passado o painel fechou o ano com arrecadação de R$ 2,172 trilhões.

O Impostômetro foi implantado em 2005 pela ACSP para conscientizar os brasileiros sobre a alta carga tributária e incentivá-los a cobrar os governos por serviços públicos de mais qualidade.

Está localizado na sede da ACSP, na Rua Boa Vista, centro da capital paulista. Outros municípios se espelharam na iniciativa e instalaram painéis, como Florianópolis, Guarulhos, Manaus, Rio de Janeiro e Brasília. No portal www.impostometro.com.br, é possível visualizar valores arrecadados por período, estado, município e categoria.