Leis e Tributos

Impostômetro registra R$ 1,8 trilhão


O painel da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) está acelerando. O valor foi alcançado com quase um mês de antecedência na comparação com 2016


  Por Redação DC 02 de Novembro de 2017 às 08:30

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) chega a marca de R$ 1,8 trilhão nesta quinta-feira (2/11) às 17 horas, durante o feriado de Finados. O registro ocorre 26 dias antes do que em 2016, o que significa que os brasileiros estão pagando mais tributos em 2017.

“As receitas do governo já estão subindo acima da inflação, o que, combinado com o controle de gastos, começa a equacionar o ajuste fiscal. Ou seja, o ajuste fiscal de verdade está começando somente agora. O governo pode - e deve - abandonar qualquer plano de aumento tributário”, diz Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

O montante registrado pelo Impostômetro equivale a todo o dinheiro pago pelos brasileiros aos cofres da União, dos Estados e dos municípios na forma de tributos (impostos, taxas, contribuições, multas, juros e correção monetária), desde o primeiro dia do ano.

Entre os produtos mais tradicionais do Dia de Finados, destaque para a tributação sobre o terço, cujos impostos equivalem a 41,25%, do preço final do item.

Nesta data, em que o comércio de flores sobe consideravelmente, um vasinho de qualquer espécie chega a ter 40,62% de seu preço final destinado aos cofres públicos.

IMAGEM: Paulo Pampolin/Hype