Leis e Tributos

Impostômetro da ACSP vai atingir a marca de R$ 1,5 tri


Valor será atingido nesta sexta-feira (9/8), às 21 horas, de acordo com a entidade. Montante representa o total de impostos, taxas e contribuições pagos pelos contribuintes desde o início do ano


  Por Redação DC 08 de Agosto de 2019 às 14:00

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) atinge nesta sexta-feira (9/8), às 21 horas, a marca de R$ 1,5 trilhão.

O valor - que representa o total de impostos, taxas e contribuições pagos pelos contribuintes desde o início do ano – será alcançado 14 dias antes do que em 2018, indicando que os brasileiros estão pagando mais tributos aos cofres dos governos municipais, estaduais e federal.

“A carga tributária continua subindo e é nesse contexto que se discute a reforma tributária, da qual se espera simplificação do ônus burocrático - referente ao atendimento às várias exigências - com a unificação de alguns impostos”, diz Marcel Solimeo, economista da ACSP.

Para ele também nunca é demais lembrar que o Brasil tem a maior carga tributária entre os países emergentes e, ao mesmo tempo, não oferece serviços públicos na mesma medida.

“É preciso mais eficácia no corte dos gastos e na gestão das contas públicas”, cobra Solimeo.

O Impostômetro foi implantado em 2005 pela ACSP para conscientizar os brasileiros sobre a alta carga tributária e incentivá-los a cobrar os governos por serviços públicos de mais qualidade. Está localizado na sede da ACSP, na Rua Boa Vista, centro da capital paulista. Outros municípios e capitais se espelharam na iniciativa e instalaram seus painéis. No portal www.impostometro.com.br é possível acessar diversas informações tributárias.

FOTO: ACSP