Leis e Tributos

Impostômetro da ACSP registra R$ 1,8 trilhão nesta terça-feira


Painel acelera e atinge a marca com 25 dias de antecedência em comparação a 2017, puxado pela ligeira melhora da atividade econômica e a inflação, que apesar do ritmo lento, tem crescido


  Por Redação DC 08 de Outubro de 2018 às 17:19

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


Com vinte e cinco dias de antecedência em relação ao ano passado, a marca de R$ 1,8 trilhão do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) será alcançada nesta terça-feira (9/10), às 12h40.

“Essa antecipação de quase um mês em relação ao ano passado significa que o painel girou mais rapidamente nestes últimos meses, ou seja, a arrecadação pública acelerou, beneficiada pela melhora da atividade econômica", diz Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). "Por outro lado, o aumento da arrecadação reflete também a inflação, que tem crescido, embora em ritmo lento.”

De acordo com Burti, a expectativa é que o próximo presidente da República, "seja quem for, mantenha o teto dos gastos, que está garantido na Constituição, e promova as reformas estruturais das quais o Brasil tanto necessita para alcançar o equilíbrio fiscalm, sem cogitar elevar tributos.”

O Impostômetro informa o valor total de impostos, taxas, contribuições e multas que a população brasileira pagou desde o primeiro dia do ano para a União, os estados e os municípios.

Foi implantado em 2005 pela ACSP para conscientizar os brasileiros sobre a alta carga tributária e incentivá-los a cobrar os governos por serviços públicos de mais qualidade. Está localizado na sede da ACSP, na Rua Boa Vista, centro da capital paulista.

Outros municípios e capitais se espelharam na iniciativa e instalaram seus painéis. No portal www.impostometro.com.br é possível visualizar valores arrecadados por período, estado, município e categoria.

FOTO: Thinkstock