Leis e Tributos

Falsa inadimplência derruba recuperação de crédito


Obrigação da assinatura do aviso de recebimento pelo devedor altera indicador de inadimplência e de recuperação de crédito


  Por Redação DC 15 de Abril de 2016 às 14:37

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O indicador que mede a recuperação de crédito, ou seja, de pessoas que limparam o nome depois de um período de negativação, está sendo afetado pela lei Estadual de São Paulo n° 15.659/2015 (conhecida como Lei do AR – Aviso de Recebimento), segundo a Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito).

Nos 12 meses acumulados até março, o indicador caiu 2%. No trimestre, a queda foi de 1,7% ante igual período do ano anterior. Mesmo na análise mensal, houve redução de 0,2% em março ante fevereiro.

Segundo a Boa Vista SCPC, a legislação alterou o processo de cobrança dos consumidores e dificulta assim os novos registros de inadimplência em órgãos de proteção ao crédito.

"Como principal consequência, o ciclo de recuperação de crédito foi reduzido no Sudeste, região com maior representatividade do país em termos de volume de crédito concedido aos consumidores, atrasando a contabilização dos pagamentos efetivados desde a vigência da lei em questão", informa a empresa em nota. 

Para ter uma ideia de como a lei em São Paulo distorceu o indicador no primeiro trimestre deste ano, a recuperação de crédito subiu em todas as regiões do país, com exceção do Sudeste, onde a queda foi de 8,2%. 

No Norte, a recuperação de crédito teve alta de 8% no Norte, de 7,1% no Centro-Oeste, de 6,9% no Nordeste e de 2,7% no Sul. 

O indicador de recuperação de crédito é elaborado a partir da quantidade de exclusões dos registros de dívidas vencidas e não pagas informados anteriormente à Boa Vista SCPC pelas empresas credoras.

FOTO: Thinkstock