Leis e Tributos

Economia começa 2019 aquecida, mostra Impostômetro


O painel da ACSP, que estima a arrecadação tributária ao longo do ano, vai atingir R$ 300 bilhões na quinta-feira, 7/02


  Por Redação DC 05 de Fevereiro de 2019 às 15:04

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) registrará na próxima quinta-feira,7/02, às 8 horas, a marca de R$ 300 bilhões arrecadados na forma de impostos, taxas, multas e contribuições, pagos pelos brasileiros desde o primeiro dia do ano.

O valor será alcançado três dias antes do que em 2018, quando foi registrado em 10/02, “o que é sinal de que a economia brasileira começou um pouco mais aquecida em 2019”, afirma Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Para ele, o problema acontece quando o crescimento da arrecadação vem do aumento de alíquotas ou da criação de novos impostos. E a cifra de R$ 300 bilhões reforça que a razão do problema fiscal brasileiro está no lado dos gastos e não da receita.

“Não adianta a arrecadação se recuperar se os gastos continuam a subir descontroladamente. Por isso a importância de se aprovar a reforma da Previdência e outras medidas no âmbito fiscal”, diz o presidente da ACSP.

O Impostômetro foi implantado em 2005 pela ACSP para conscientizar os brasileiros sobre a alta carga tributária e incentivá-los a cobrar os governos por serviços públicos de mais qualidade.

Está localizado na sede da ACSP, na Rua Boa Vista, centro da capital paulista. Outros municípios e capitais se espelharam na iniciativa e instalaram seus painéis. No portal do Impostômetro é possível visualizar valores arrecadados por período, estado, município e categoria.

 

IMAGEM: Paulo Pampolin/Hype