Leis e Tributos

É possível ter um dependente falecido na declaração de IR?


O Diário do Comércio, em parceria com a consultoria Sage Brasil, esclarece suas dúvidas sobre o Imposto de Renda. Envie sua pergunta para contato@dcomercio.com.br


  Por Redação DC 21 de Março de 2019 às 18:14

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


Meu pai faleceu em outubro de 2018. Sempre declarei ele como meu dependente na declaração. Ainda posso declará-lo como dependente neste ano?

Sim. É admissível a dedução pelo valor total anual da dedução de dependente.

 

Quem deve apresentar as declarações de espólio?

As declarações de espólio devem ser apresentadas em nome da pessoa falecida, com a indicação de seu número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), utilizando o código de natureza de ocupação relativo a espólio (81) deixando em branco o código de ocupação principal, devendo tal apresentação ser efetuada pelo inventariante, indicando seu nome, o número de inscrição no CPF e o endereço.

Enquanto não houver iniciado o inventário, as declarações são apresentadas pelo cônjuge meeiro, sucessor a qualquer título ou por representante do de cujus.

 

LEIA MAIS:

MEI precisa declarar IR? E honorários advocatícios, onde incluir?

Quem não declarou bens no IR de 2018 precisa fazer a retificação?

Receita deve criar obrigações para corretoras de moedas virtuais

Pronto para acertar as contas com o Leão?