Leis e Tributos

Conheça, ponto a ponto, como será a nova lei do trabalho


O Diário do Comércio publica cartilha com as principais mudanças previstas pela reforma trabalhista


  Por Redação DC 09 de Junho de 2017 às 08:00

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


As relações entre empregadores e empregados devem ficar mais flexíveis com a aprovação da reforma trabalhista, prevista no Projeto de Lei Complementar (PLC) 38/2017, que tramita no Senado Federal. 

O ponto central da reforma é dar mais força aos acordos firmados entre contratantes e contratados, que prevaleceriam sobre os artigos da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). Isso não significa que a CLT perde força.

Além de privilegiar o que for acordado, a reforma também cria modalidades de emprego, como o trabalho intermitente, que prevê a contratação por períodos, e o home office, permitindo que o trabalho seja realizado fora do ambiente da empresa.

O PLC 38 foi aprovado na Câmara dos Deputados e já passou pela Comissão de Assuntos Econômicos (Cae) do Senado. O projeto ainda precisa passar por mais duas comissões para então ser votado em plenário pelos senadores.

CLIQUE PARA VER OS PRINCIPAIS PONTOS DA REFORMA TRABALHISTA

 

 

 

 






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade