Leis e Tributos

Brasileiro já pagou R$ 1,2 trilhão em impostos


Por causa da recessão econômica, Impostômetro atinge este valor dois dias depois do que em 2015


  Por Redação DC 10 de Agosto de 2016 às 13:40

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


Nesta quarta-feira (10/08), às 13h45, o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) chega à marca de R$ 1,2 trilhão. Em 2015, o valor foi registrado dois dias antes, em 8 de agosto. Isso mostra que houve queda na arrecadação do governo de um ano para outro.

“O Impostômetro mostra que a arrecadação continua caindo, em função da recessão que atinge a economia. Mesmo assim, ainda é um valor exorbitante”, afirma Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

De acordo com Burti, se o governo elevar tributos, perderá a credibilidade de que tanto precisa. “Neste momento, o governo precisa da compreensão da população, para que ela o apoie em suas iniciativas”.

Burti lembra que a carga tributária brasileira já é a maior entre os países emergentes, e que todas as camadas da sociedade não aguentam mais pagar tantos impostos.

“É inaceitável aumentar os tributos. Isso comprometeria todo o esforço que está sendo feito no reerguimento da economia brasileira”, finaliza.

LEIA MAIS: 81% dos brasileiros são contra aumento de impostos

Foto: Thinkstock