Inovação

|VÍDEO|Novas tecnologias que estão chegando para o varejo


Entre as novidades da Feira Internacional de Automação para o Comércio há balanças inteligentes, etiquetas e cardápios eletrônicos


  Por Thais Ferreira 10 de Abril de 2017 às 13:00

  | Repórter tferreira@dcomercio.com.br


Em tempos de crise, a tecnologia é uma aliada dos comerciantes. Ajuda a identificar gargalos, melhorar a produtividade, aprimorar processos e, consequentemente, reduzir custos. 

Essas, entre outras razões, levaram centenas de empresários para a Feira Internacional de Automação para o Comércio (Autocom), realizada no Expo Center Norte, em São Paulo. 

Entre as novidades da edição deste ano está o Retail Experience, espaço reservado para mostrar as principais inovações do setor. 

Foram reproduzidos três ambientes que simulam espaços comerciais: uma loja de roupas, um restaurante por quilo e um supermercado.

No local, foram exibidos os equipamentos que devem chegar a esses estabelecimentos nos próximos meses. 

“Esse é um espaço para demonstrar produtos realmente inovadores”, afirma Zenon Leite, diretor da Urano e presidente da Associação Brasileira de Automação para o Comércio (AFRAC),  entidade que organiza o evento. “Criamos um comitê para avaliar e trazer soluções tecnológicas que realmente irão impactar em cada segmento”. 

Uma dasinovações apresentadas foi a balança inteligente, criada para atender as demandas dos donos dos restaurantes por quilo. 

Esse aparelho consegue medir e registrar a quantidade de pratos que foram pesados e realizar o detalhamento de cada um dos itens que passam pela máquina. O sistema ajuda a evitar equívocos e fraudes que costumam ser frequentes nesses restaurantes.



Para o comércio de vestuário, as novidades começam na própria aparência dos estabelecimentos. As vitrines saem de cena.

No lugar, a própria loja vira o cenário para atrair mais clientes. Em vez de diversos produtos, um visual mais limpo ajuda a mostrar as peças e atrair mais clientes. 

Há também inovação nos softwares de gestão e controle de vendas. O produto Bemacash, por exemplo, é mais simples de usar que outras versões e foi pensado para atender a demanda micro e pequenos empresários. 

Por meio desse equipamento que já vem com o software, é possível controlar a gestão da empresa em tempo real e de qualquer lugar. 




Para os supermercados, as novidades são muitas. 

Começam por etiquetas eletrônicas que são capazes de mudar os preços de forma rápida e eficiente – evitando divergências entre os valores nas gondolas e nos caixas –, e chegam até os caixas de autoatendimento (ou self-checkout, em inglês), que estão mais seguras para evitar roubos.  

Há também dispositivos que prometem acabar com a espera nos caixas. Uma máquina portátil consegue registrar os itens enquanto o cliente espera na fila. Quando o consumidor chega ao caixa, ele apenas mostra um cupom e realiza o pagamento.  


 

STARTUPS 

Outra supresa neste ano foi a presença das startups na feira. Pela primeira vez, empresas iniciantes e que atendem ao setor tiveram a oportunidade de mostrar seus produtos e serviços. 


“Queremos dar uma nova cara para Autocom. Queremos trazer essas pessoas que estão começando”, afirma Leite. “As startups podem se beneficiar com as grandes empresas presentes no evento e vice-versa.”

Um dos destaques foi a startup Goomer, que produz cardápio digital e permite que todo o pedido e o pagamento sejam feitos por meio de um tablet.  

Dessa forma, o garçom fica a disposição apenas para esclarecer eventuais dúvidas e para trazer os pratos. O sistema também ajuda a evitar erros nos pedidos.