Inovação

Conheça o Pateo 76, um espaço para as startups inovarem


Projetado pela ACSP, por meio de seu Conselho de Inovação, no Centro de SP, o local tem capacidade para receber 50 pessoas ao mesmo tempo e diferentes formatos para reuniões


  Por Mariana Missiaggia 22 de Julho de 2021 às 09:50

  | Repórter mserrain@dcomercio.com.br


Receber negócios que se conectem. Essa é a proposta do novo espaço projetado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), por meio de seu Conselho de Inovação (Conin). Chamado de Pateo 76, o ambiente é definido por seus idealizadores como um hub de inovação versátil, com estações de trabalho integradas, equipamentos de alta tecnologia e conectividade.

"Uma verdadeira mistura do tradicional com novo, afinal, quando abrimos nossas janelas, observamos toda solidez e trabalho dedicados para transformar São Paulo e a economia do País", diz Alessandra Andrade, coordenadora do Conin e vice-presidente da ACSP, que está à frente do projeto.

Localizado na rua Boa Vista, 76, ao lado do Pateo do Collegio, no Centro Histórico de São Paulo, a futura instalação foi construída na cobertura do edifício Vista Alegre.

Com capacidade para receber 50 pessoas ao mesmo tempo, e diferentes formatos para reuniões num ambiente em que todos conseguem se ver, a ideia é que as startups usem o lugar para se conectar e exponencializar seus trabalhos, fortalecidos pela tradição, inovação e inteligência competitiva que a ACSP pode oferecer.

Além disso, haverá uma sala de reunião privativa, que poderá se transformar num estúdio de gravação. Na área central, uma cafeteria com diversas mesas permitirá diferentes formatações de ambientes.

Banheiros, copa, recepção, lockers e um painel de LED de três metros de altura para pequenas apresentações, projeções e cursos complementam o ambiente.

Em geral, o espaço possibilitará quatro configurações: ilhas de trabalho, layout de eventos, layout de mini auditório e outro com mesas maiores para grandes equipes - tudo num espaço autoconfigurável, com mobiliário solto e leve, que pode ser facilmente movimentado e organizado.

Nas palavras de Alessandra, esse espaço materializa o novo momento da ACSP, pois a tradição da entidade sustenta toda a proposta inovadora do Conin.

AC BOOST

Fortalecendo esse novo momento da ACSP, a entidade também acaba de lançar, em parceria com o Sebrae-SP, o Ac boost, programa de impulsionamento direcionado a startups.

O projeto tem como propósito impulsionar startups legalmente constituídas que estejam em fase final de validação, em mercado ou em tração. Os interessados podem se inscrever gratuitamente até o dia 31 de agosto pelo site do projeto.

A proposta é apoiar as startups no desenvolvimento do negócio, ajustes no produto, governança, captação de recursos ou outros aspectos que impactam no crescimento dessas empresas, além de conectá-las a uma ampla rede de consultores, mentores, investidores, parceiros corporativos, e afins.

Para se cadastrar, o empreendedor precisa responder a um questionário on-line aprofundado questões sobre seu planejamento, suas finanças e conhecimento do mercado em que está inserido.

A partir desse material, haverá uma avaliação das inscrições, entrevistas individuais e, finalmente, a divulgação dos aprovados. Terão preferência os negócios que se assemelharem a segmentos ligados ao varejo e educação.

Serão selecionadas 20 startups que receberão apoio por meio de mentorias com conselheiros renomados no universo de inovação, tecnologia e startups. A intenção é diagnosticar o que precisa ser ajustado em áreas que normalmente demandam suporte, como, por exemplo, a jurídica e financeira.

Uma comissão fará a avaliação com base em critérios como: inovação, viabilidade técnica e potencial de mercado.

O corpo de conselheiros é composto por Ivan Hussni, Aline Cardoso, João Kepler, Fernando Seabra, entre outros. Tânia Gomes Luz, que é ex-vice-presidente da ABSTARTUPS, conselheira de inovação e especialista em Digital Branding, foi escolhida pelo Conin para ser a Head do Ac boost.

Ao final do programa, as startups receberão o Selo de Inovação da ACSP e poderão ainda ser apresentadas a oportunidades de negócios e investimentos pela ACSP e parceiros.

Para Alessandra, o lançamento do AC Boost traduz o comprometimento do Conin em resolver problemas estratégicos e operacionais por meio de ferramentas e oportunidades para que cada negócio cresça de forma saudável.

“Queremos tornar a inovação acessível ao maior número de pessoas possível, ajudando na criação de negócios de impacto e tornando-os mais preparados para o mercado”, diz. "Não somos um programa de aceleração, e sim de impulsionamento. Nosso mote não é falar de dinheiro, mas podemos falar sobre isso. Vamos falar sobre o que cada startup precisa".

No dia 15 de setembro serão apresentadas as startups selecionadas, que passarão por esse processo de diagnóstico, mentoria e impulsionamento. As atividades ocorrerão entre os dias 1 de outubro deste ano e 31 de janeiro de 2022, presencialmente no Pateo 76. Nas atividades on-line serão abordados temas como governança, product market fit, estratégia e growth.

 

FOTO: Freepik






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade