Inovação

Conheça as startups da Campus Party


Pelo terceiro ano seguido, o empreendedorismo foi tema principal do maior evento de tecnologia do mundo


  Por Thais Ferreira 01 de Fevereiro de 2016 às 17:09

  | Repórter tferreira@dcomercio.com.br


Na Campus Party, há todo tipo de visitante. Pessoas que vão pela diversão de ficar acampado por dias; alguns vão por causa dos jogos eletrônicos e há quem vai só para as assistir as palestras. Mas grande parte dos participantes tem um objetivo comum: empreender.

A maioria é de jovens que tem o sonho de montar a próxima grande startup de sucesso. Alguns deles vão para o evento para encontrar possíveis parceiros ou sócios e outros já deram os primeiros passos nesse caminho.

Para incentivar esses empreendedores, a organização do evento preparou diversas atividades sobre o tema. Além das palestras sobre o assunto, o Sebrae organizou um estande em que ensinava na prática como montar um plano de negócios.

Outra ação da Campus Party é o programa Startup&Makers Camp. O principal objetivo é impulsionar e capacitar jovens empreendedores.  Mais de 600 startups se inscreveram e duzentas foram selecionadas para participar.

Durante os seis dias de evento, elas tiveram a oportunidade de receber conselhos de mentores, treinamentos e a oportunidade de conversar com mais de 90 investidores e diretores de grandes empresas.

Conheça algumas dessas Startups selecionadas:

CAFÉ

A plataforma The Best Coffee in Brazil presta serviços para um dos mercados que mais exportam no país: o cafeeiro. Setor em que o Brasil representa cerca de 30% do mercado mundial.

De olho nessa oportunidade, a Startup quer conectar pequenos produtores nacionais de café com compradores internacionais. O principal objetivo é evitar custos com intermediários. A empresa também pretende oferecer uma série de serviços relacionados à logística, certificação e estocagem.

 

TRANSPORTE

Transkids quer resolver um dos problemas que atormentam pais: a segurança das crianças durante o transporte para a escola. O aplicativo permite uma comunicação direta entre condutor e os responsáveis.

A plataforma envia mensagens que informam o momento que o passageiro entrou no transporte e quando ele foi entregue em casa ou na escola. Todas informações chegam automaticamente no smartphone dos pais. Além disso, é possível verificar em tempo real onde o veículo está.

LANCHINHOS

O formato de modelo de assinatura mensal é aposta da SnackPack – startup que vende comidas. A empresa quer tornar os lanchinhos entre as refeições a um hábito mais saudável.

Para isso, todos os meses os assinantes recebem uma caixa contendo no mínimo 40 pequenos kits. Uma nutricionista escolhe quais são os melhores produtos para dieta balanceada e as são entregues diretamente na casa ou trabalho do cliente.

Há uma opção também para deseja emagrecer com opções de produtos sem açúcar e ricos em fibras.

 

VIAGEM

A Dubbi é outra startup que participou da Campus Party deste ano. Os empreendedores criaram uma rede colaborativa que conecta pessoas que querem tirar dúvidas de viagem com pessoas que conhecem a região.

A ideia surgiu quando os fundadores viajavam pela Itália e queriam conhecer uma cidade que eleita como patrimônio histórico da humanidade pela ONU, mas não lembravam o nome local e tinham perdido o roteiro viagem.

 Quando voltaram para o Brasil, o grupo decidiu criar a plataforma. O nome Dubbi vem da palavra italiana dúvida.

Para ser mais efetiva, a empresa desenvolveu um algoritmo que consegue unir a pessoa com dúvidas de viagem com aquela que realmente conhece o destino – obtendo uma resposta personalizada.

LITERATURA

O aplicativo Minha Leitura quer ajudar a pessoas a lerem mais. Ao entra no App, o usuário cadastra o livro que está lendo e coloca uma meta de quantas páginas que ler por dia ou uma data especifica para terminar a leitura.

Caso o usuário não consiga cumprir as metas determinadas, o aplicativo recalcula automaticamente uma nova data. É possível também incluir notas sobre a obra.

Foto: Agência Brasil