Inovação

BNDES abre consulta para parcerias com empresas de tecnologia


O objetivo é identificar soluções tecnológicas no mercado para serviços que deverão ser oferecidos pelo banco a empresas de menor porte. O prazo final de recebimento das propostas é o dia 15 de março


  Por Agência Brasil 18 de Janeiro de 2018 às 13:36

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) abre consulta pública para selecionar projetos de soluções tecnológicas de fintechs (segmento de empresas nascentes, ou startups, que criam inovações na área de serviços financeiros, com processos baseados em tecnologia) para se integrarem ao Canal do Desenvolvedor de Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPME).

Segundo o BNDES, o objetivo é identificar soluções tecnológicas no mercado para serviços que deverão ser oferecidos pelo banco a empresas de menor porte, tais como educação financeira, análise de crédito, promoção de soluções financeiras entre clientes e agentes repassadores de crédito e leilões reversos de crédito para financiamento.

A expectativa é que essa integração com as ferramentas mais modernas aumente o acesso dos pequenos empreendedores a financiamentos do BNDES, na medida em que vai melhorar o perfil de crédito das MPMEs. Ao mesmo tempo, a iniciativa poderá levar à profissionalização da gestão financeira de pequenas empresas.

Os fornecedores interessados em participar da consulta pública deverão comprovar que a ferramenta apresentada atende a pelo menos 50% dos requisitos listados para cada assunto pretendido. A solução deve estar disponível operacionalmente no mercado há, pelo menos, um ano. Além disso, há exigência para que a empresa seja constituída legalmente e registrada como sociedade limitada ou sociedade anônima.

O prazo final de recebimento das propostas é o dia 15 de março.

Canal do Desenvolvedor MPME é um ambiente digital no qual as empresas com faturamento anual de até R$ 300 milhões podem manifestar interesse por financiamento, sem precisar visitar um agente repassador de recursos para iniciar a busca de apoio financeiro do BNDES para seus projetos, informou a assessoria de imprensa da instituição.

FOTO: Thinkstock