Inovação

4 lojas que deram o que falar em 2019


De lojas com autoatendimento até produtos exclusivos, as varejistas que mais se destacaram esse ano colocaram a experiência do cliente no centro do negócio. Vejo como a Cacau Show, Mc Donald´s, Xiaomi e Zaitt inovaram


  Por Mariana Missiaggia 26 de Dezembro de 2019 às 13:00

  | Repórter mserrain@dcomercio.com.br


Espaços que valorizam a experiência do consumidor, com uma operação prática, espaços instagramáveis e serviços exclusivos tiveram destaque no varejo físico durante o ano de 2019. Muitas marcas encontraram o equilíbrio entre a tecnologia e atendimento ao cliente.

ZAITT, UM MERCADO SEM ATRITOS

A Zaitt fez muito barulho ao abrir o primeiro supermercado autônomo de São Paulo. Na loja, os consumidores podem fazer suas compras sem ter contato com atendentes e sem precisar passar por caixas.

Câmeras com sensores monitoram cada ação e reconhece quem está no local em tempo real. O esquema todo é muito simples: o consumidor baixa o aplicativo, recebe um código QR – uma espécie de chave de segurança, o escaneia na porta do mercado e tem sua entrada liberada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lá dentro, sem nenhuma intervenção humana é só escolher os produtos – bebidas, enlatados e itens de consumo rápido – e fazer a leitura dos códigos de barra de cada um deles com a ajuda do celular. Ao final, o cliente confere a lista, paga e deixa o estabelecimento com suas compras – tudo feito pelo próprio consumidor de forma digital.

Diferentemente do sistema de self checkout, adotado por alguns supermercados, em que a sacola fica sob uma balança que mede e confere o peso dos itens, a Zaitt não possui nenhum sistema de segurança que confirme que o cliente não levou um produto sem registrá-lo.

MÉQUI 1000

A milésima loja do Mc Donald´s abriu as portas em uma das esquinas mais charmosas da avenida Paulista - com a alameda Ministro Rocha Azevedo, em um casarão construído na década de 1940.

A fachada traz o já inconfundível ‘Méqui’, uma ação de marketing que virou febre em todo o país, pois celebra a intimidade entre a marca e seus clientes. Além das novidades no cardápio, a loja trás uma série de inovações que não estão disponíveis em outros endereços. Há uma esteira que sai da cozinha e vai até o Drive-Thru, de onde é possível ver seu pedido chegando. O restaurante tem diversos espaços instagramáveis, um terraço e uma ampla área verde.

Quem visita a loja também usufrui de outros aspectos tecnológicos em seu interior e que já são marca registrada do McDonald’s, como totens de autoatendimento, menu board digital, atendimento dual point, tablets nas mesas, Magic Table - mesa interativa, com jogos acionados por sensores de movimento e projeção -, além de uma parede interativa, que projetará imagens de pessoas em movimento e permitirá o uso de filtros por meio de realidade aumentada.

A unidade tem capacidade para atender 220 pessoas simultaneamente e gerou cerca de 100 novos postos de trabalho, considerada ‘a prata da casa’, contando com diversas lideranças femininas e profissionais bilíngues. Com funcionamento 24 horas, Drive-Thru e McDelivery, o novo restaurante é assinado pelo arquiteto australiano Mark Landini, autor de diversos projetos para o McDonald’s no mundo, reconhecidos principalmente pela inovação.

O FUROR DA XIAOMI

A abertura da segunda loja física oficial da Xiaomi no Brasil, no Shopping Center Norte, em São Paulo, levou clientes para as portas do centro comercial dois dias antes da inauguração. Eles esperavam pelas promoções exclusivas, mais de 5 mil brindes e sorteios prometidos pela marca durante todo o dia de evento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O local oferece mais de 250 tipos de produtos da marca entre smartphones, smartwatches, pulseiras inteligentes, escova de dente elétrica, luminárias inteligentes de LED, patinetes e bicicletas elétricas, headphones, mochilas, malas de viagem, câmera 4K e de segurança, power banks e mais.

A companhia teve um crescimento de 300% em vendas em dispositivos localmente desde a abertura das lojas no Brasil. A nova loja da Xiaomi tem 24 metros de fachada.

MEGALOJAS DA CACAU SHOW

Bem diferente das pequenas e discretas lojas de shopping em que a marca funcionou até pouco tempo, a Cacau Show se inspirou em sua loja gigante à beira da Rodovia Castelo Branco para inaugurar seu novo formato de loja.

As megalojas têm em média 350 metros quadrados, layout moderno e ambientação acolhedora. A loja é composta por cafeteria completa, sobremesas exclusivas, área Bean to Bar, onde o consumidor pode conhecer as etapas do processo de fabricação, a Cacau Lab, uma espécie de laboratório para os visitantes, e o Espaço Kids, com brincadeiras e produtos das linhas infantis.