Inovação

2º Lab.Pitch da ACSP: veja o que rolou


Empreendedores e mentores se reuniram na sede da entidade para aperfeiçoar técnicas de apresentação e desenvolver novos projetos, produtos e serviços


  Por Mariana Missiaggia 13 de Setembro de 2019 às 10:33

  | Repórter mserrain@dcomercio.com.br


Quem é você? Qual é o seu negócio? Você tem um diferencial? Se conseguir responder a essas três perguntas em pouco menos de um minuto, já tem meio caminho andado para formular uma apresentação impactante, ou melhor, um pitch.

O termo pode ser definido como uma exposição de até cinco minutos sobre um negócio com o intuito de gerar curiosidade, interesse e resultados. A técnica foi amplamente discutida na última quinta-feira (12/9), durante o 2º Lab.Pitch!, promovido pelo Fórum de Jovens Empreendedores (FJE), da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e a startup Voe sem Asas, na sede da ACSP, no centro da capital paulista.

Durante o evento, os inscritos receberam mentoria de especialistas - entre eles, Alessandra Andrade, vice-presidente da ACSP e fundadora do Conselho Estadual de Jovens Empreendedores no Estado de São Paulo na Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Fernando Gaspar, coordenador do FJE da ACSP, Fabiano Salgado, gestor de Expansão e Relacionamento da 99 Taxis e Augusto Aielo, fundador da Voe Sem Asas e Soul Urbanismo.

“Foi aqui (ACSP) que aprendi a importância do networking, aprendi que precisamos motivar e engajar as pessoas por um propósito maior e tantas outras estratégias. Espero que tenha sido um momento de evolução e que desta oportunidade surjam boas atitudes empreendedoras“, disse Alessandra na abertura do evento.

Gaspar destacou que o evento promoveu a interação entre jovens e adolescentes e um público mais maduro já está há algumas décadas no mercado - todos em busca de um mesmo propósito: o fator inovação. 

PARTICIPANTES SE APRESENTARAM EM VÁRIAS
OPORTUNIDADES AO LONGO DO EVENTO

Ao longo do dia, os participantes foram divididos em grupos e os sete melhores pitchs se apresentaram no fim da tarde para uma banca avaliadora, que elegeu as três melhores apresentações. Neste ano, as premiadas foram três lideranças femininas. A primeira colocada tinha como proposta o ensino de matemática de forma totalmente lúdica e diferenciada com técnicas cognitivas para alunos autistas e com outras deficiências.

A segunda colocação ficou com a Soul Ubanismo, que transforma vagas de estacionamento em espaços de convivência por meio da instalação de parklets; e o terceiro lugar ficou com a Secure, uma empresa que leva segurança para condomínios substituindo a portaria de uma forma eficaz com a diminuição de até 65% do custo de mão de obra. 

"É muito bacana ver as lideranças femininas tomarem conta do cenário empreendedor, levando a sua força e desenvolvendo novos negócios dentro de cenários totalmente masculinizados", diz.

Um dos organizadores do evento, Aielo destacou que a vencedora do desafiou começou o dia dizendo que estava ali apenas para aprender porque tinha dificuldades em se comunicar e no fim do dia, mostrou que a prática leva a perfeição.

JÁ SABE MONTAR SEU PITCH?

Sob o argumento de que um discurso pode mudar o rumo do seu negócio, Gaspar explicou que de modo geral, para organizar um roteiro é preciso primeiro dizer seu nome, o nome de sua empresa, o ramo de sua atividade para, depois, introduzir seu diferencial e por fim, estabelecer um contato - tudo em menos de um minuto.

Em suma, essa espécie de resumo serve para desde uma conversa rápida durante um evento em que ninguém o conhece até uma reunião de negócios. O importante é passar a mensagem em pouco tempo e impactar quem está ouvindo. Veja o passo a passo:

1 – Comece pelo seu nome

"Vender o seu peixe de forma clara, direta e eficaz é marcar na mente do receptor quem você é", diz Gaspar. 

2 – Apresente sua empresa

“Fale o nome da sua empresa. Atualmente, o nome das empresas está muito conectado a filosofia e proposta de valor de cada uma delas. Pense nisso quando formular seu negócio”, aconselha o coordenador do FJE da ACSP.

3 – Ramo da atividade

“Nesse ponto deixe claro o que sua empresa realiza. Evite utilizar expressoes em inglês, muitos podem conhecer e outros não. Tenha um discurso de fácil compreensão que não levante dúvidas”.

4 – Destaque seu diferencial

“Por que um investidor deveria tomar um café com você e não com outra pessoa? Não comece a conversa falando de qualidade, isso é difícil de mensurar a primeira vista e todo mundo diz ter. Isso pode servir de gatilho para conversas futuras ou para criar novas conexões. O importante é como cada um mostra o diferencial para seu cliente".

Ele cita o caso do pipoqueiro Valdir Novaki, de Curitiba, que conquistou seu espaço no mercado, e conseguiu se firmar como o melhor pipoqueiro do Brasil pela forma como administra seu negócio.

Ficou conhecido, e hoje ministra palestras para grandes corporações, entre elas a Microsoft, Banco Bradesco e Petrobrás.

Quando percebeu que as pessoas deixavam de comprar pipoca devido à falta de qualidade e limpeza, fez questão de mostrar que esse era o seu diferencial.

Ele bordou os dias da semana em seu uniforme, para provar a troca e a limpeza diária. O cliente também ganha um kit higiene composto por um guardanapo, fio dental e uma bala de hortelã. 

5 – Estabeleça um contato

“Sempre que conhecer alguém, tente memorizar algo sobre aquele encontro. Saber onde se conheceram, quando e sobre o que conversaram. Troque contatos e quando for fazê-lo tente citar algo dessa ocasião pra tornar aquele contato o mais pessoal possível. O intuito final é formar laços e sinergia”.