Gestão

Sua loja tem estoque parado?


Conceder descontos em produtos encalhados para atrair clientela pode parecer uma chance e tanto, mas nem sempre é a melhor alternativa. Veja como reinventar suas próximas vendas


  Por Mariana Missiaggia 11 de Outubro de 2021 às 07:00

  | Repórter mserrain@dcomercio.com.br


As liquidações pós datas tradicionais de vendas ainda são comuns para gerar mais caixa. Mas, embora conceder descontos em produtos para atrair clientela possa parecer uma chance e tanto, essa nem sempre é a melhor alternativa para resolver o problema de estoque parado.

Eric Rezende, especialista em e-commerce, destaca que para uma loja ter o que vender é preciso investir tirando do fluxo de caixa ou buscando uma linha de crédito e que, portanto, para a saúde do negócio, esse retorno não pode ser tão demorado. A máxima de que estoque parado é o mesmo que dinheiro parado continua a valer para todo o tipo de negócio. 

As vendas de produtos que dependem de uma data de validade, como alimentos, maquiagens, e perfumes são ainda mais arriscadas, pois muitas vezes dependem de sazonalidade para acontecerem. 

"Perecíveis e itens que dependem da moda jogam com a sorte, e nesses casos, pode-se balancear a vantagem de criar campanhas segmentadas e promoções mais assertivas se for o caso", diz.

Lembre-se de que tentar aumentar as vendas por meio de descontos pode ser uma armadilha para o caixa da empresa e até levá-la à falência. Veja algumas ações para reverter seu estoque parado:

NOVOS CONTEÚDOS

Sua rede social é o melhor canal de vendas, é sua vitrine para o mundo, e merece novos conteúdos possibilitando que o seu estoque apareça de outras formas. Comece refazendo fotos e vídeos, criando legendas novas. 

De acordo com o que não vendeu, construa conteúdos falando mais do que apenas: compre. Fale sobre qualidade, tendências e do quanto aquele produto é adequado para determinada ocasião. O intuito é conversar com seus clientes e agregar valor.

FAÇA UMA CAMPANHA

Escolhe entre tudo o que está parado no seu estoque um tipo de produto ou um estilo para criar uma campanha. Por exemplo: Semana das camisetas, mês do jeans, quinzena moda social. Crie uma boa chamada e faça tudo o que puder para divulgar.

MISTURE COM PEÇAS NOVAS

Nem sempre seu público se interessa por um produto por se tratar de um lançamento. Usar palavras como novidades, exclusivo, coleção com recorrência pode, de certa forma, condenar sua mercadoria e passar a impressão de que certos itens ficaram velhos. Além disso, esse hábito acostuma seus clientes a esperarem por novidades 

CUIDADO COM DESCONTOS AGRESSIVOS

Lembre-se de que quanto mais recuperar nesses produtos esquecidos, melhor. Por isso, antes de pensar em super descontos, tente outras estratégias, como, por exemplo, vender combos ou até criar descontos progressivos.

Se ainda assim preferir oferecer grandes descontos, escolha peças iscas - com preços e margens maiores para atrair as vendas e não reduzir tanto o lucro.

INVISTA EM TRÁFEGO PAGO

Se o produto não encantou o seu público nas divulgações convencionais, é preciso chegar a outros perfis e conseguir número maior de vendas. Além de optar pelo tráfego pago, outra estratégia que dá muito certo é se aliar a influenciadores para divulgar seus produtos - seja para fazer provador ou tirar fotos daquilo que queira divulgar.

ENTENDA AS MOTIVAÇÕES DO CLIENTE

Todo produto vendido surge de uma necessidade ou supre um desejo do cliente. Portanto, apresente seus produtos de forma que eles preencham isso. Pense em como transformar aquilo que você tem encalhado no estoque em algo importante para os clientes da sua loja. Essa postura fará com que você consiga trabalhar o lado emocional do consumidor, atingindo essa relação de necessidade.

 

FOTO: Freepik






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade