Gestão

Operação transmídia: das prateleiras para a TV


Rafael Biasotto, presidente da Uatt, uma rede de lojas de presentes, criou uma unidade para explorar o potencial de personagens infantis, que já rendeu um contrato com a Disney Junior


  Por Italo Rufino 13 de Setembro de 2016 às 13:00

  | Repórter isrufino@dcomercio.com.br


O que está por trás da história de um varejista que abre uma unidade de negócios para desenvolver conteúdo e logo de cara consegue levar uma personagem da marca para uma série animada no Disney Junior, um dos veículos mais respeitados da programação infantil? 

Quem responde é o catarinense Rafael Biasotto, presidente da Uatt, rede de lojas de presentes, que recentemente criou a Up Licensing, empresa especializada em produção de conteúdo e licenciamento. 

De acordo com Biasotto, a Uatt se especializou no conceito emotion gift, em que os presentes carregam consigo histórias lúdicas que reforçam vínculos emocionais entre presenteador e presenteado. 

Na lista de presentes criativos da Uatt há fronhas com estampas de pilha, tapa olhos para dormir em formato de controle de videogame e canecas com frases motivacionais sobre profissões. 

A Uatt também tem uma personagem própria, a coruja Bubu, que estampa guarda-chuvas, mochilas, capas de celular e mais uma série de produtos.  

“Devido o sucesso no varejo, decidimos criar uma narrativa transmídia para a personagem e levá-la além das prateleiras”, diz Biasotto. 

SÉRIE ANIMADA BUBU E AS CORUJINHAS FOI O PRIMEIRO PROJETO DA UP LICENSING

LEIA MAIS: Como construir uma marca que seja lembrada pelos consumidores

A escolha de Biasotto está sintonizada com princípios de gestão de marca, segundo os quais quando há vínculo emocional entre marca e cliente, é recomendado aumentar as receitas com a expansão de produtos para o mesmo público-alvo – em vez de tentar atender outros segmentos de consumidores, o que poderia comprometer o posicionamento da marca. 

Sob os cuidados da Up Licensing, que explora tendências de comportamento e consumo para desenvolver personagens, a coruja Bubu ganhou uma série animada com 26 episódios.

O desenvolvimento da obra conta com nomes de peso, como Marcela Catunda, roteirista de programas como Show da Luna e Peixonauta, sucessos do Discovery Kids. 

CANECA COM PERSONAGEM BIEL, QUE TAMBÉM PARTICIPA DA SÉRIE DA BUBU

Em março, Biasotto participou da Rio Content Market, feira que reúne empresas de produção de conteúdo para televisão e outras mídias.

Durante o evento, o empreendedor iniciou a negociação para veicular a série na Disney Junior, que já estava buscando conteúdo para o público de 0 a 4 anos. 

Nos meses seguintes, Biasotto sentou com profissionais da emissora e debateu diretrizes do projeto.

A gigante de entretenimento americana valoriza, por exemplo, conteúdo que reforça conceitos de educação, sustentabilidade, família e convivência –pequenos conflitos que podem acontecer no dia a dia da criança. 

“Há algumas semanas a Disney Junior aprovou o primeiro episódio da série, que será lançada ano que vem”, anuncia Biasotto. 

A personagem infantil também ganhou um aplicativo para smartphone, batizado de Toca da Bubu, um jogo no modelo “bichinho virtual”, em que a criança alimenta, dá banho, coloca o animal para dormir e o decora com acessórios. Lançado há três semanas, o aplicativo já teve mais de 3 mil downloads. 

O investimento inicial na criação dos primeiros episódios, desenvolvimento do jogo e iniciação do licenciamento foi de R$ 1 milhão. 

VEJA TAMBÉM: Na onda da cultura geek: como o Omelete cresceu

Atualmente, Biasotto concilia os projetos da Up Licensing com o comando da rede de lojas, que passou pela recessão no varejo com crescimento em receitas. A Uatt deverá faturar 125 milhões de reais em 2016 –25% acima de 2015. 

Uma das táticas usadas foi desenvolver espaços exclusivos da marca dentro de pontos de venda multimarcas, como pequenas lojas de presentes, bazares, papelarias e estabelecimentos de revelação de fotos. Os produtos da Uatt estão em 3 mil pontos multimarcas.

A marca também mantém uma rede de mais de 40 lojas, entre próprias e franquias. 

UNIDADE DE VAREJO CRESCERÁ 25% EM 2016

IMAGENS: DIVULGAÇÃO