Gestão

Governo paulista anuncia projetos de desestatização


Como parte do plano, o governador João Doria pretende se desvencilhar de cerca de 22 mil imóveis atualmente sem utilidade


  Por Estadão Conteúdo 18 de Janeiro de 2019 às 17:16

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira, 18/01, três projetos de desestatização de sua gestão frente ao governo paulista.

Dando início ao plano de se desvencilhar de cerca de 22 mil imóveis atualmente sem utilidade, o Estado começará a comercializar na bolsa, em março, seu primeiro fundo imobiliário.

Com potencial de até R$ 1 bilhão, o primeiro fundo tem um portfólio de 264 imóveis.

Para 2019, o governo espera receitas de cerca de R$ 300 milhões com a venda desses ativos imobiliários, estimou o secretário da Fazenda do Estado, Henrique Meirelles.

Os recursos levantados serão investidos nas áreas prioritárias ao governo, como saúde e educação, destacou a administração paulista.

Doria também anunciou nesta tarde que todos os tributos paulistas poderão ser pagos via cartão de crédito. 

Segundo Meirelles, o Estado está em fase final de negociação com os bancos para assegurar o recebimento "o mais rápido possível" dos recursos e também para possibilitar o parcelamento dos tributos no cartão.

IMAGEM: Valter Campanato/Agência Brasil