Gestão

Estoque está equilibrado em 57% das empresas da Grande SP


Segundo a FecomercioSP, as vendas no Natal tiveram desempenho satisfatório, gerando um ajuste expressivo dos estoques


  Por Estadão Conteúdo 18 de Janeiro de 2019 às 16:57

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


A percepção dos empresários varejistas da Região Metropolitana de São Paulo em relação aos seus estoques melhorou em janeiro, mostra pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

O Índice de Estoques (IE), calculado pela instituição, subiu para 115 pontos no mês, de 112,3 pontos em dezembro. A alta é de 2,4%.

A melhora no primeiro mês de 2019 se deve principalmente à diminuição da proporção de empresários que afirmaram estar com os estoques em excesso, que caiu de 29,5% em dezembro para 26,8% em janeiro.

No entanto, houve leve aumento na fatia de varejistas que afirmam estar com estoque abaixo do adequado, de 14,2% para 15,4%. O saldo disso é que parcela dos que consideram ter estoques equilibrados subiu de 56% para 57,2%.

De acordo com a assessoria econômica da FecomercioSP, houve queda da média de estoques excedentes a um nível "quase considerado normal".

Além disso, por causa da elevação da confiança recente de consumidores, as vendas no Natal tiveram desempenho satisfatório, gerando um ajuste expressivo dos estoques, após quatro anos de um nível relativamente elevado de excesso de produtos nas prateleiras.

O IE é apurado mensalmente pela FecomercioSP por meio da entrevista com cerca de 600 empresários do comércio e varia de 0 (inadequação total) a 200 pontos (adequação total), sendo a marca dos 100 pontos o limite entre inadequação e adequação.

 

IMAGEM: Thinkstock