Gestão

Espaço do Empreendedor promete alívio na burocracia


Iniciativa conjunta com os cartórios do CDT oferece aos associados da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) uma central de serviços burocráticos


  Por Inês Godinho 26 de Fevereiro de 2016 às 15:37

  | Jornalista especialista em sustentabilidade e gestão, a editora atuou no Estadão, na Editora Abril e na Folha de S. Paulo


Para abrir sua empresa, um empreendedor precisa ir a um cartório para entrar com o registro e esperar cinco dias em média pela conclusão do processo. Depois, terá de se deslocar até uma unidade da Receita Federal para pedir a abertura do CNPJ - mais seis dias.

Para quem mora na capital paulista, estas providências são ainda mais trabalhosas em razão das distâncias e das dificuldades de trânsito. A partir do dia 29 de fevereiro, os associados da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) poderão fazer os dois trâmites simultaneamente.

Em parceria com o Centro de Estudos e Distribuição de Títulos e Documentos (CDT), a ACSP criou o Espaço do Empreendedor, dois locais exclusivos para centralizar os serviços jurídicos e cartoriais oferecidos pelas duas entidades aos empresários. Entre eles, a abertura de sociedade simples descrita acima.

ESPAÇO DA ACSP NO CDT

“Esse é mais um esforço da ACSP na direção de facilitar a vida do empreendedor e diminuir a burocracia”, diz Alencar Burti, presidente da ACSP.

UNIÃO DE FORÇAS

Uma sala se situa dentro da sede da ACSP, na rua Boa Vista, 43; a outra na sede do CDT, na rua 15 de Novembro, 251. “Levamos todos os serviços da AC para o CDT e os dos 10 cartórios que compõem o CDT para a associação”, resume Othavio Parisi, superintendente comercial da entidade.

A parceria não envolve nenhum tipo de transação financeira entre as duas entidades ou taxas extras para os serviços.


ESPAÇO DO CDT NA JUCESP DA ACSP

O CDT resulta da associação feita entre 10 cartórios paulistanos em 2002, para unificar os serviços e melhorar a sinergia do atendimento.

“Consideramos a criação do Espaço do Empreendedor um grande passo para a desburocratização da vida empresarial”, disse Rui Robson da Paz, superintendente do CDT. “O local foi pensado para que o cliente seja atendido com rapidez e conforto e se sinta ouvido.”

ECONOMIA DE TEMPO

Com a unificação, os empreendedores associados poderão utilizar também os serviços das parcerias já existentes entre a ACSP e a Jucesp e a Receita Federal.

Na lista de  serviços prestados pelo Espaço do Empreendedor estão o registro de títulos e documentos, abertura de empresa sob o regime de recolhimento Simples, envio de notificação extrajudicial, Serviço de Proteção ao Crédito e emissão de certidões. 

Os atendentes recebem treinamento para orientar os empresários que preferem resolver sozinhos os trâmites burocráticos. “O associado vai conseguir resolver grande parte da burocracia empresarial em um único local”, diz Parisi. “A medida faz parte da principal bandeira da associação, que é ajudar a desburocratizar os processos e facilitar a rotina do empreendedor, em especial em um momento de recessão como vivemos no país.” 

A médio prazo, o modelo de atendimento deve ser estendido às distritais da ACSP espalhadas pela capital.

A parceria será celebrada na sede da ACSP na segunda-feira, 29 de fevereiro, com a presença de executivos do CDT e autoridades do Tribunal de Justiça e OAB.

Posto CDT: de segunda à sexta, das 9h às 17h. Endereço: Rua 15 de Novembro, 251, Centro.

Posto ACSP: de segunda à sexta, das 9 às 16h. Endereço: Rua Boa Vista, 43, Centro.

Imagem: ThinkStock