Gestão

Dança de cadeiras na Via Varejo


Peter Paul Estermann (foto) vai assumir a presidência do braço de eletroeletrônicos do Grupo Pão de Açúcar no lugar de Libânio Barroso. Sua missão: acelerar a integração dos negócios


  Por Estadão Conteúdo 03 de Outubro de 2015 às 09:23

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


A Via Varejo, empresa de eletroeletrônicos do Grupo Pão de Açúcar (GPA), deixará de ser comandada pelo executivo Líbano Barroso.

Ele assumirá a recém-criada vice-presidência de operações do grupo. A presidência da Via Varejo passará a ser ocupada por Peter Paul Estermann, que ocupava a vice-presidência de infraestrutura e desenvolvimento estratégico do GPA.

A alteração nos cargos ocorre pouco mais de dois meses após ser anunciada a saída do então diretor vice-presidente financeiro da companhia, Emmanuel Eric Lemaître.

Em 2014, o grupo já tinha mudado o comando, com a saída de Francisco Valim da presidência, oito meses após ele ter assumido o cargo. Barroso, que entrou no GPA em novembro de 2013, assumiu a posição de Valim.

Também deixou a Via Varejo no ano passado Vitor Fagá, antigo vice-presidente financeiro, que passou a atuar na Cnova, companhia de e-commerce do Casino e GPA.

A alteração tem o objetivo de dar maior agilidade ao processo de integração dos negócios do grupo, segundo fontes próximas à empresa.

Barroso, ex-presidente da TAM, tem um perfil voltado para reestruturação de negócios. Já Estermann, que passou por empresas como Magnesita e Medial Saúde, vai acelerar o processo de otimização e de racionalização de custos da Via Varejo, que enfrenta um momento difícil com a baixa demanda no mercado interno.

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa destaca que Estermann, engenheiro pós-graduado pela Harvard Business School, chega à presidência da Via Varejo após o período de um ano e três meses à frente da vice-presidência de infraestrutura e desenvolvimento estratégico do GPA - área que deixa de existir a partir dessa reorganização.