Gestão

5 dicas para ser competitivo durante os Jogos Olímpicos


Cartilha elaborada pelo Sebrae lista pequenas ações que a empresa de turismo deve colocar em prática para fazer a diferença antes, durante e depois do megaevento esportivo


  Por Agência Sebrae 29 de Junho de 2016 às 16:34

  | Informações do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena empresa


O grande evento esportivo mundial no Brasil começa em 37 dias e os empreendedores devem estar prontos para aproveitar oportunidades. A estimativa é que cerca de 195 mil micro e pequenas empresas de turismo se beneficiarão com a exposição do Brasil em todo o mundo graças aos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro.

Muitos turistas estrangeiros deverão aproveitar ao máximo o período da Olimpíada para conhecer diversos destinos turísticos do país, oportunidade de negócio para pequenas empresas que atuam no setor de turismo, tanto aquelas que estão situadas nas cidades-sede quanto as demais, que não receberão diretamente atividades do evento.

Pensando nisso, o Sebrae preparou uma série de dicas para que o empresário possa aproveitar as possibilidades geradas por ocasião da Olimpíada, bem como para colher resultados duradouros para seu negócio, mesmo após o término do evento.

1- ADEQUE SEUS SERVIÇOS AOS TURISTAS ESTRANGEIROS

Os turistas estrangeiros trazem consigo culturas e costumes diferentes. Dominar todas essas características específicas é uma questão muito complexa, porém, algumas precauções podem ser aplicadas para o bom atendimento ao estrangeiro. Uma delas é estar pronto para atender o cliente em outros idiomas. Dê preferência ao inglês e ao espanhol.

A segunda dica é personalizar os produtos. Pense em formas de marcar a experiência do seu cliente envolvendo situações na qual ele se sinta misturado às culturas e populações locais.

2- TENHA UM RELACIONAMENTO ON-LINE COM OS CLIENTES

As empresas devem marcar presença na internet para se manter competitivas no mercado. Estudo do Google de 2014 mostra que 65% dos turistas de lazer e 69% dos turistas de negócios recorrem à web para planejar suas viagens. Uma recomendação é criar ou reforçar a imagem da empresa nas redes sociais, com um site, uma fanpage, um blog,  uma página no Instagram, um perfil no Twitter ou uma loja virtual, por exemplo.

Além disso, utilize mecanismos para avaliar se seu conteúdo está de acordo com seu público-alvo. A quantidade de curtidas, compartilhamentos, respostas e pessoas alcançadas por suas postagens é um bom indicador.

3- USE O DESIGN COMO DIFERENCIAL

O design é um elemento de diferenciação e inovação de produtos e serviços que aperfeiçoa a produção e reduz custos, valoriza a marca e aumenta a competitividade. Por isso, o Sebrae orienta o empreendedor a analisar a marca e verificar se ela transmite a imagem correta da empresa e de seus produtos e serviços.

Adote estratégias de design para o aperfeiçoamento do seu site. As informações principais devem estar dispostas de maneira clara e atrativa. Dê preferência para a utilização de imagens e gráficos.

4- DIVERSIFIQUE OS CANAIS DE VENDAS

É essencial adaptar os canais de venda para conseguir atingir pessoas com hábitos diferenciados de compra. Por isso, busque oportunidades na economia compartilhada. Plataformas como o Airbnb já permitem a oferta de produtos em seus canais, por exemplo. Além disso, aposte em sites e aplicativos de avaliação e recomendação, como o TripAdvisor.

5- INVISTA NA RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

Uma postura responsável do empreendimento faz com que sua imagem se fortaleça de forma positiva diante dos mercados em que atua e reduz custos operacionais. Por isso, prefira comprar em lojas próximas e, de preferência, das que tenham práticas socioambientais em suas operações.

Faça a separação do seu lixo e destine corretamente os resíduos sólidos de sua empresa. Se seu empreendimento realiza essas ações, comunique. Hoje em dia a maioria dos turistas dá preferência a empresas que têm responsabilidade socioambiental.

FOTO: Thinkstock