Finanças

Tensões políticas derrubam Ibovespa


O dólar também foi afetado pelas trocas de farpas entre o Ministro Paulo Guedes e Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados


  Por Redação DC 14 de Junho de 2019 às 18:30

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


A explícita insatisfação do ministro Paulo Guedes, da Economia, com o relatório da reforma da Previdência reacendeu os temores de desentendimentos entre Executivo e Legislativo e o mercado de ações trocou o otimismo pela prudência.

As críticas do ministro foram rebatidas no mesmo tom pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Em meio à troca de farpas, o Índice Bovespa terminou a sexta-feira, 14/06, em queda de 0,74%, aos 98.040,06 pontos. Com esse resultado, encerrou a semana com alta de 0,22%.

DÓLAR

As tensões políticas domésticas fizeram com que investidores corressem ao dólar em busca de proteção ao longo da tarde desta sexta-feira.

Já em alta pela manhã em meio a um movimento global de fortalecimento da moeda americana, o dólar acelerou à tarde após as declarações do ministro da Economia.

Com máxima de R$ 3,9136, o dólar à vista encerrou a sessão desta sexta-feira em alta de 1,15%, a R$ 3,8991 - maior valor de fechamento em junho.

Apesar de terminar a semana com alta de 0,57%, a moeda americana ainda cai 0,67% no acumulado do mês.

 

*com informações do Estadão Conteúdo

IMAGEM: Thinkstock