Finanças

Recuperação de crédito cai 3,9% em janeiro


Altos níveis de desemprego e o fraco crescimento da renda puxaram o indicador, segundo a Boa Vista


  Por Estadão Conteúdo 18 de Fevereiro de 2020 às 09:30

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


O índice que mede a recuperação de crédito no País registrou queda de 3,9% em janeiro na comparação com dezembro com ajuste sazonal, informou a Boa Vista nesta terça-feira (18/02).

Em relação ao primeiro mês de 2019, sem ajuste, o declínio foi de 4%, enquanto no acumulado em 12 meses a retração foi de 2,9%. Em nota, a Boa Vista cita que os principais fatores por trás da dificuldade dos consumidores em recuperar o crédito são os elevados níveis de desemprego e subutilização da mão de obra e o fraco crescimento da renda.

LEIA MAIS:Crédito para empresas continua a acelerar em 2020

De um lado, o indicador de registros de inadimplência vem apresentando queda em 12 meses, sugerindo que boa parte dos consumidores ainda está conseguindo manter em dia o pagamento de novas dívidas.

De outro, acrescenta, além da queda mensal em janeiro, o indicador de recuperação também segue negativo nesta base de comparação (-2,9% em janeiro), mostrando a dificuldade que os consumidores com dívidas em atraso encontraram para reequilibrarem sua situação financeira e saírem do cadastro de inadimplentes nos últimos meses.

REGIÕES

Por região, houve alta (1,4%) somente no Norte do Brasil em 12 meses terminados em janeiro. No Sul (-7,1%), Centro Oeste (-2,4%), Sudeste (-2,3%) e Nordeste (-2,2%) houve declínios. Em contrapartida, na comparação mensal, todas as regiões registraram retração em janeiro. No mesmo sentido, na comparação interanual, as regiões também apresentaram resultado negativo, com Sul e Nordeste registrando as quedas mais expressivas, de 8,4% e 4,5%, respectivamente.

FOTO: Thinkstock