Finanças

Poupança tem captação líquida de R$ 5,8 bi em agosto


Foi o sexto mês consecutivo de captação, ou seja, depósitos superiores aos saques


  Por Agência Brasil 06 de Setembro de 2018 às 16:41

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


Os depósitos na caderneta de poupança superaram os saques em R$ 5,862 bilhões em agosto, de acordo com relatório divulgado nesta quinta-feira (6/09) pelo Banco Central (BC).

Esse é o maior resultado para agosto, na série histórica do BC, iniciada em 1995.

Foram depositados, ao longo do mês passado, R$ 198,6 bilhões, contra retiradas que somaram R$ 192,737 bilhões. É o sexto mês consecutivo de captação líquida, ou seja, depósitos superiores aos saques.

No acumulado dos oito meses deste ano, os depósitos na poupança superaram as retiradas em R$ 16,960 bilhões.

O saldo atualmente depositado na caderneta está em R$ 764,408 bilhões. Os rendimentos chegaram a R$ 2,862 bilhões, em agosto.

Pela legislação em vigor, o rendimento da poupança é calculado pela soma da Taxa Referencial (TR), definida pelo BC, mais 0,5% ao mês, sempre que a taxa básica de juros, a Selic, está acima de 8,5% ao ano.

Quando a Selic é igual ou inferior a 8,5% ao ano, como ocorre atualmente, a remuneração da poupança passa a ser a soma da TR com 70% da Selic. Atualmente a Selic está em 6,5% ao ano.

 

IMAGEM: Thinkstock